Palavra que transforma
flivotuporanga.com.br

NOVIDADES

02/08/22

Cantora e compositora Tiê tem show confirmado no Fliv pelo CircuitoSP

Com melodias suaves e letras autobiográficas, a cantora e compositora Tiê será uma das atrações do 12º Festival Literário de Votuporanga – Fliv na noite de 20 de agosto. O show será no palco principal do Parque da Cultura com  acesso gratuito, numa parceria com o programa Circuito SP, da Secretaria Estadual de Cultura e Economia Criativa, e gerido pela organização social Amigos da Arte. 
Nascida na cidade de São Paulo, a cantora conquistou destaque nacional com a música “A Noite” do álbum Esmeraldas, lançado em 2012, e coleciona canções de sucesso como “Mexeu comigo” e “Amuleto”. Em 2013 ela se apresentou no Fliv, em uma participação especial no show de Toquinho, seu padrinho musical.

O Festival Literário de Votuporanga - Fliv será realizado de 13 a 21 de agosto com centenas de atividades culturais gratuitas. Entre as atrações do evento estão: rodas de bate-papo com escritores, oficinas criativas, sessões de cinema, espetáculos teatrais, de dança e muita música.

Para mais informações, envie e-mail para: fliv@votuporanga.sp.gov.br

Tiê
A cantora e compositora, que estudou canto em Nova York, lançou seu primeiro trabalho na música em 2007, um EP com quatro músicas em parceria com Dudu Tsuda - tecladista das bandas Jumbo Elektro, Cérebro Eletrônico e Trash Pour 4.
Ao longo da carreira já gravou cinco discos autorais, e um DVD ao vivo. Já realizou turnês internacionais e participações em diversos festivais, como Rock in Rio, Lollapalooza e SXSW. Entre suas canções, dez músicas viraram trilhas sonoras de novelas. 
Em pouco mais de 10 anos de carreira, a artista fez grandes parcerias na música com David Byrne, Luan Santana, Jorge Drexler, Rael, Cynthia Luz, Toquinho e Ximena Sariñana. 

O Fliv
O Festival Literário de Votuporanga é um evento da Prefeitura de Votuporanga com apoio do Governo do Estado, Secretaria de Cultura e Economia Criativa, por meio do Programa de Ação Cultural - Proac São Paulo, sob o suporte da Amigos da Arte, promoção da TV TEM,  patrocínio da Unifev, Proença Supermercados, LA Hotel, Senac, Starb, Porecatu, Cantoia Figueredo, Flash Net, Converd, Marão Corretora de Seguros, Alvorada e Stage Model. Em 2021, o Fliv recebeu o Prêmio Governador do Estado de São Paulo para as Artes, após disputar com eventos na categoria Livro, Leitura e Bibliotecas.

A história de 11 anos de realização do Fliv começou com a Feira do Livro de Votuporanga, em 2006. Em 2011, o evento ganha nova roupagem e passa a ser chamado Fliv - Festival Literário de Votuporanga. A partir daí se consolida como um dos maiores eventos multiculturais do Estado, reunindo diversas atividades inteiramente gratuitas, ligadas à literatura, às artes e à cultura. Sua missão principal é formar leitores desde a primeira infância.

CircuitoSP
O CircuitoSP é um programa da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, gerido pela Amigos da Arte, que promove a difusão artístico-cultural descentralizada no Estado de São Paulo, por meio da circulação de apresentações e ações formativas de artistas e grupos com comprovada relevância em municípios de todas as macrorregiões, com portes populacionais e econômicos diversificados, em parceria com prefeituras municipais. 
Os 120 municípios parceiros de 2022, selecionados através do programa Juntos Pela Cultura, recebem quatro espetáculos no segundo semestre, de forma a diversificar a oferta cultural nas regiões e compor programação artística de qualidade, valorizando teatros, centros culturais e espaços alternativos locais. Somente no Circuito SP são R$ 6,7 milhões investidos pelo Governo do Estado de São Paulo em todas as regiões, viabilizando 480 atividades culturais.
O CircuitoSP fortalece ainda as ações formativas, nas quais os artistas escalados podem trocar experiências e conteúdos com alunos de escolas públicas, ONGs, outros espaços de formação e aprendizado e o público em geral depois dos espetáculos.
Depois de dois anos no formato online, com conteúdos disponíveis na Plataforma #CulturaEmCasa, o CircuitoSP volta a acontecer presencialmente em 2022. Este ano, as cidades selecionadas foram: Aguaí, Agudos, Americana, Apiaí, Araçatuba, Araçoiaba da Serra, Barra do Turvo, Bauru, Bernardino de Campos, Bertioga, Biritiba-Mirim, Boituva, Botucatu, Bragança Paulista, Brodowski, Brotas, Buritama, Cabrália Paulista, Caieiras, Campos do Jordão, Cândido Rodrigues, Cesário Lange, Charqueada, Colina, Cruzeiro, Descalvado, Diadema, Dois Córregos, Dumont, Elias Fausto, Espírito Santo do Pinhal, Fernandópolis, Ferraz de Vasconcelos, Franco da Rocha, Garça, Gastão Vidigal, Getulina, Guaíra, Guararapes, Guararema, Guaratinguetá, Guariba, Guarujá, Guarulhos, Ibitinga, Iguape, Ilhabela, Indaiatuba, Iporanga, Itaí, Itanhaém, Itapetininga, Itatiba, Itu, Jaboticabal, Jacareí, Jarinu, Jundiaí, Laranjal Paulista, Lençóis Paulista, Lorena, Maracaí, Marília, Matão, Miguelópolis, Miracatu, Mococa, Mogi das Cruzes, Mogi-Mirim, Mongaguá, Narandiba, Nova Europa, Orlândia, Ourinhos, Ouroeste, Pacaembu, Paraibuna, Paranapanema, Pederneiras, Pereira Barreto, Piedade, Piracaia, Piracicaba, Piraju, Pirassununga, Porto Ferreira, Praia Grande, Presidente Bernardes, Presidente Prudente, Ribeirão Pires, Ribeirão Preto, Roseira, Sabino, Santa Bárbara d"Oeste, Santa Fé do Sul, Santa Rosa de Viterbo, Santo Antônio do Pinhal, Santos, São José do Rio Pardo, São José do Rio Preto, São Luís do Paraitinga, São Manuel, São Sebastião, São Simão, São Vicente, Serrana, Sertãozinho, Suzano, Taguaí, Tapiraí, Taquaral, Taquaritinga, Tatuí, Terra Roxa, Timburi, Tupi Paulista, Ubarana, Várzea Paulista, Vinhedo e Votuporanga.

22/07/22

Show de Maria Rita é anunciado para FLIV 2022

O 12ª Festival Literário de Votuporanga – Fliv promoverá mais de 330 atividades culturais e totalmente gratuitas no período de 13 a 21 de agosto. Os detalhes foram apresentados no evento de lançamento realizado na manhã desta sexta-feira (22/7) com a presença de imprensa, autoridades, convidados e transmissão ao vivo em redes sociais. 

O show da cantora Maria Rita marcará a abertura oficial no dia 13, a partir das 20 horas, no Palco das Artes, no Parque da Cultura, onde maior parte da programação será executada por nove dias. Também estão previstas rodas de bate-papo com escritores, oficinas criativas, sessões de cinema, espetáculos teatrais, musicais e muito mais. Um espaço no Assary Clube de Campo será utilizado para atividades com o público infantil. 

“Depois de dois anos on-line, voltamos para nosso encontro presencial com a maior edição de todos os tempos. Esperamos atrair centenas de pessoas vindas de todo o interior paulista, inclusive caravanas de escolas que já estamos agendando. O Parque da Cultura será nosso principal palco, mas teremos esta extensão ao Assary especialmente para nossas crianças”, destacou Janaína Silva, Secretária de Cultura e Turismo. 

Durante o lançamento, a arquiteta Maria Júlia Barbiéri Eichemberg apresentou detalhes da estrutura que terá muitas cores e novidades. “Teremos diversos espaços decorados de forma bem alegre e com uma perspectiva bastante diferente dos anos anteriores”, antecipou. 

Ao lado da primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Rose Seba, o prefeito Jorge Seba falou da expectativa para o festival. “O Fliv vem para comemorar, em grande estilo, os 85 anos de Votuporanga (8 de agosto) e, tenho certeza, que marcará a nossa história, após o difícil período da pandemia. Toda a Prefeitura se envolve na realização do festival, mas parabenizo especialmente a nossa Secretaria de Cultura e Turismo”, disse. 

O vereador Jura elogiou a iniciativa. “Como cidadão e representante da nossa Casa de Leis neste ato só posso dizer do imenso orgulho que é ter um festival tão completo em nossa cidade que promove a arte para todos”. 

A TV TEM, apoiadora do Fliv desde sua criação, foi representada pelo Diretor Executivo, Luiz Ricardo Queiroz. “O evento é reconhecido dentro da Rede Globo como o melhor evento cultural/literário voltado para a garotada, entre todas as nossas afiliadas do Brasil inteiro! Ficamos muito felizes em poder continuar ajudando na promoção desse evento tão valioso para todos nós”, afirmo. 

O Fliv terá como homenageado o escritor indígena Daniel Munduruku. A programação tem a curadoria dos escritores Reynaldo Damazio e Janine Rodrigues. 

Acompanhe mais detalhes e informações dos preparativos nas redes sociais @flivotuporanga

O Fliv
O Festival Literário de Votuporanga é um evento da Prefeitura de Votuporanga com apoio do Governo do Estado, Secretaria de Cultura e Economia Criativa, por meio do Programa de Ação Cultural - Proac São Paulo, sob o suporte da Amigos da Arte, promoção da TV TEM,  patrocínio da Unifev, Proença Supermercados, LA Hotel e Senac. Em 2021, o Fliv recebeu o Prêmio Governador do Estado de São Paulo para as Artes, após disputar com eventos na categoria Livro, Leitura e Bibliotecas.

A história de 11 anos de realização do Fliv começou com a Feira do Livro de Votuporanga, em 2006. Em 2011, o evento ganha nova roupagem e passa a ser chamado Fliv - Festival Literário de Votuporanga. A partir daí se consolida como um dos maiores eventos multiculturais do Estado, reunindo diversas atividades inteiramente gratuitas, ligadas à literatura, às artes e à cultura. Sua missão principal é formar leitores desde a primeira infância

Fotos em https://www.flickr.com/photos/fliv/albums

20/07/22

Dupla de curadores participa da programação do Fliv


Falta um mês para o Festival Literário de Votuporanga – Fliv que será realizado de forma presencial, após dois anos de edição on-line por conta da pandemia. A programação e o planejamento estão a todo vapor para o evento, que será de 13 a 21 de agosto no Parque da Cultura.

Neste ano, o Fliv conta com uma dupla de curadores para auxiliar na sua preparação. Reynaldo Damazio será responsável pela programação voltada para o público adulto do festival e Janine Rodrigues terá como foco as atividades paraas crianças. “A escolha de vozes diversas para construir o Fliv reforça a nossa posição de ser uma festa democrática e pensada para mostrar múltiplas visões sobre a nossa literatura e artes”, observa Janaína Silva, Secretária Municipal de Cultura.

Os curadores concordam na ideia de que o Fliv terá uma programação divertida e leve para marcar um pós-pandemia. “Depois de um período difícil para todos e todas - com distanciamento de amigos, familiares e sem rotina escolar presencial - queremos mostrar para adultos e crianças que ainda é possível recuperar a nossa alegria da infância. Que todos possam descobrir motivos para voltar a sorrir”, observa Janine, que é escritora e educadora, eleita pela Forbes uma das 12 pessoas negras inovadoras que estão elevando a qualidade da educação no Brasil.

Reynaldo é editor, crítico literário, escritor e coordenador do Centro de Apoio a Escritores do museu Casa das Rosas. Por diversas edições, ele colabora com o Fliv sendo figura muito conhecida no festival. “É uma grande honra participar de uma festa literária tão rica em conhecimento e diversão.Visito a feira há muitos anos como espectador e como colaborador. Fico encantado com os espaços bem estruturados do Parque da Cultura que forma um caldeirão multicultural e democrático. Após tanto tempo distantes, tenho certeza que este festival será memorável e de grande impacto para todos”, destaca.

A programação completa será anunciada em breve.

O Fliv é um evento da Prefeitura de Votuporanga e Governo do Estado compromoção da TV TEM, apoio da Amigos da Arte e Programa de Ação Cultural - ProacSão Paulo.

 

Janine Rodrigues

Escritora e educadora, Janine Rodrigues é fundadora da Piraporiando -Educação para a diversidade, que cria experiências e conteúdos antirracistas, antibullying, antipreconceito e de promoção da equidade de gênero, considerada uma das 10 Edtechs mais importantes da América Latina. Formada em Gestão Socioambiental com especialização na mesma área pela UFRJ. Eleita pela Forbes uma das 12 pessoas negras inovadoras que estão elevando a qualidade da educaçãono Brasil. Também foi considerada pela Forbes uma das 13 mulheres brasileirasque estão trabalhando em prol da equidade na educação. Cursou “Racismo na Infância: uma forma de maus tratos"", no Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdade. Eleita pelo BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) uma das maiores lideranças em diversidade e educação da América Latina e Caribe.

Atuou por 12 anos junto a comunidades tradicionais, principalmente população ribeirinha, quilombolas, indígenas e pequenos agricultores. Conselheira na Bett Brasil - Maior evento de educação e tecnologia da AméricaLatina. Head do Hub de Educação do Civi-co. Premiada pela Sociedade Europeia de Belas Artes, Áustria, e pela Academia de Letras de Rosário, Argentina. Prêmio Heloneida Stuart 2018. Prêmio Tarsila do Amaral - 2020. Seus livros estão presentes em 12 países. Consultora e palestrante nas temáticas da educação, diversidade, sustentabilidade e equidade social.


Reynaldo Damazio

Reynaldo Damazio é editor, crítico literário, escritor e coordenador do Centro de Apoio a Escritores do museu Casa das Rosas. Formado em Ciências Sociais pela USP, com especialização em Propaganda e Marketing e Gestão Cultural. Foi co-editor do jornal “Caderno de Leitura”, da EdUSP, e colaboradordo Guia de Livros da "Folha de S. Paulo” e das revistas “Cult”, “ArteBrasileiros”, “Entrelivros”, “Mente e Cérebro”, “Nossa América” e “Literatura: Conhecimento Prático”. Autor de Poesia, linguagem (Memorial da América Latina); Nu entre nuvens (Ciência do Acidente); Horas perplexas (Editora 34); Com os dentes na esquina e trilhas; notas & outras tramas (ambos pela Dobradura Editorial), Crítica de trincheira: resenhas  (Giostri Editora) e dorecente Movimentos portáteis (Kotter Editorial), entre outros. Traduziu Calvina (SM Editora), de Carlo Frabetti.

 

20/07/22

Fliv terá edição presencial em agosto


Um dos maiores eventos multiculturais do Brasil está de volta em 2022 em edição totalmente presencial. De 13 a 21 de agosto,será realizado o 12ª Festival Literário de Votuporanga – Fliv com uma intensa programação no Parque da Cultura. A organização tem a assinatura da Prefeitura de Votuporanga, com apoio do Governo do Estado e empresas.

A qualidade e representatividade do Fliv foram comprovadas no final de 2021 com a conquista do Prêmio Governador do Estado de São Paulo para as Artes em que o festival votuporanguense disputou com eventos de todo o Brasil na categoria Livro, Leitura e Bibliotecas.

Nas duas últimas edições, com a pandemia, a famosa festa literária migrou para o ambiente virtual sem perder a conexão com seupúblico. “Depois de dois anos de forma on-line, estamos ansiosos para poder voltar ao parque e receber tantas famílias que amam o Fliv. Vai ser um momento especial e muito emocionante”, destaca o prefeito Jorge Seba.

A Secretária de Cultura e Turismo, Janaína Silva, conta que a programação está sendo preparada com atividades inteiramente gratuitas, ligadas à literatura, às artes e à cultura. Estão previstos bate-papos, contação de histórias, espetáculos musicais, apresentações teatrais e de dança, oficinas, workshops e espaços voltados para exposição e venda delivros.

A programação completa será anunciada em breve. Para mais informações, envie e-mail para fliv@votuporanga.sp.gov.br


O Fliv

A história de 11 anos de realização do Fliv começou com a Feira do Livro de Votuporanga, em 2006. Em 2011, o evento ganha nova roupagem e passa a ser chamado Fliv - Festival Literário de Votuporanga. A partir daí se consolida como um dos maiores eventos multiculturais do Estado, reunindo diversas atividades inteiramente gratuitas, ligadas à literatura, às artes e à cultura. Sua missão principal é formar leitores desde a primeira infância

Em suas edições presenciais, chegou a registrar cerca de 500 atividades em mais de 15 diferentes espaços com a participação de um grande público formado por famílias, estudantes, professores, artistas, entre outros. Em 2020 e 2021, o Festival foi realizado de forma on-line registrando centenas de acessos. Já soma um público de mais de 400 mil pessoas, com destaque para o público infanto-juvenil que anualmente marca presença com caravanas escolares vindas de mais de 40 cidades vizinhas. Já passaram por aquiIgnácio de Loyola Brandão, Caco Barcellos, Maurício Kubrusly, Maria ValériaRezende, Alice Ruiz, Marcia Tiburi, Mario Prata, Paula Pimenta e muitos outros, além de grandes shows como a Orquestra Bachiana Filarmônica SESI-São Paulo, regida por João Carlos Martins, Pato Fu, Angela Maria, Jorge Aragão, Toquinho eTiê.

 

Fotos de edições anteriores

https://www.flickr.com/photos/fliv/albums

20/07/22

Fliv ganha Prêmio Governador do Estado de SP para as Artes

Votuporanga comemorou na noite desta terça-feira (13/12) um aimportante conquista. O Festival Literário de Votuporanga – FLIV venceu o Prêmio Governador do Estado de São Paulo para as Artes 2020/2021, na categoria Livro, Leitura e Bibliotecas, entre outros quatro indicados. Os melhores em 15 categorias foram anunciados em evento no Palácio dos Bandeirantes com apresença do Governador João Dória e do Secretário de Cultura e Economia Criativa, Sérgio Sá Leitão.

A produtora cultural e idealizadora do festival, Cibeli Moretti recebeu a honraria, ao lado do Deputado Estadual, Carlão Pignatari.“Foi um momento de muita emoção que divido com todo o nosso público sempre tão carinhoso com o Fliv. Dedico esse momento à nossa equipe, multitarefas, que trabalha com tanta dedicação e aos artistas e autores que já contribuíram tanto para a história do Fliv. Um agradecimento especial aos nossos apoiadores, Prefeitura, Governo do Estado e empresas patrocinadoras”, disse.

Criado em 1950 e considerada a principal premiação cultural do Estado e a maior em nível estadual no Brasil, a honraria é o reconhecimentoaos profissionais que se dedicam a desenvolver e disseminar a cultura no Estado.

O famoso evento multicultural votuporanguense concorreu como conjunto de atividades do Espaço da Leitura; conjunto de atividades da Biblioteca Comunitária Caminhos da Leitura; realização da revista “451”; e conjunto de atividades da Biblioteca de São Paulo e da Biblioteca Villa-Lobos.

A premiação contemplou também outras áreas culturais, comomuseus e centros culturais, mostras, festivais e eventos, empreendedorismo cultural, patrimônio material e imaterial, cultura popular, tradicional eurbana, inovação e tecnologia em arte e cultura, entre outras.

As indicações foram feitas pelos membros do Conselho Estadual de Cultura e Economia Criativa; do Condephaat; da Comissão de Análisede Projetos do ProAC Expresso ICMS; e pelos secretários de Cultura dos 645 municípios de São Paulo.

O Fliv é realizado pela Prefeitura de Votuporanga e Governodo Estado com apoio de empresas privadas e parceiros.

"O Festival Literário de Votuporanga, além de projetara nossa cidade para o Brasil e valorizar os artistas locais, já se consolidou como um dos principais agentes na formação de leitores e apreciadores da arte ",destaca o prefeito Jorge Seba.

Festival Literário de Votuporanga

A história de 11 anos de realização do Fliv começou com a Feira do Livro de Votuporanga, em 2006. Em 2011, o evento ganha nova roupagem e passa a ser chamado Fliv - Festival Literário de Votuporanga. A partir daí seconsolida como um dos maiores eventos multiculturais do Estado, reunindo diversas atividades inteiramente gratuitas, ligadas à literatura, às artes e àcultura.

O festival, realizado anualmente, tem em sua programação, além de bate-papos com grandes nomes da literatura nacional, sessões decontação de histórias, espetáculos musicais, apresentações teatrais e de dança, oficinas, workshops e espaços voltados para exposição e venda de livros.

Em suas edições presenciais, chegou a registrar cerca de 500 atividades em mais de 15 diferentes espaços com a participação de um grande público formado por famílias, estudantes, professores, artistas, entre outros.Em 2020 e 2021, o Festival foi realizado de forma on-line registrando centenasde acessos. Já soma um público de mais de 400 mil pessoas, com destaque para opúblico infanto-juvenil que anualmente marca presença com caravanas escolares vindas de mais de 40 cidades vizinhas. Sua missão principal é formar leitores desde a primeira infância.

09/08/21

Fliv democratiza arte e cultura em mais de 60 horas de transmissão

Foram mais de 90 atrações e cerca de 30 mil acessos durante o evento on-line

 

Shows, espetáculos teatrais, contação de histórias, bate-papo com artistas eescritores marcaram a 11ª edição do Festival Literário de Votuporanga – Fliv,promovida de 5 a 8 de agosto, em comemoração ao aniversário de 84 anos deVotuporanga. A organização foi assinada pela Prefeitura e Governo do Estado,com produção da TV TEM e diversos apoiadores.

 

Os números mostram a grandiosidade do evento que envolveu 270 profissionais dosetor cultural, entre equipes de estrutura, artistas e produção. Nos quatrodias, o Fliv ficou no ar por cerca de 60 horas em transmissões ininterruptas,das 8h às 22 horas, exibindo mais de 90 atividades artísticas. As plataformasde streaming ligadas ao festival contabilizaram mais de 30 mil acessos.

 

As lives foram transmitidas, simultaneamente, em canais do YouTube, nas redessociais de artistas, pela plataforma #CulturaemCasa do Estado e TVUnifev.  “Mesmo com a pandemia, não podíamos deixar de realizar o Fliv,então mantivemos pelo segundo ano esse formato on-line e buscamos colocar oconteúdo no maior número de canais possível. Entendemos que isso democratizou acultura e permitiu o acesso a todo o público, de qualquer lugar do Brasil. Aexpectativa é que este tráfego nas lives continue aumentando muito nos próximosdias, já que os conteúdos ficam salvos e disponíveis para acesso, assim comoocorreu em 2020”, destaca a Secretária de Cultura e Turismo, Janaína Silva. Emum ano disponível, a programação da edição passada já soma mais de 100 milvisualizações.

 

Com a temática “Infinitudes e Saberes Ancestrais”, refletindo sobre o protagonismode negros e indígenas na literatura, arte e cultura, o Fliv abordou temasimportantes para a atualidade, como o respeito ao próximo e às diversidades, eo acesso à cultura durante a pandemia. Com curadoria de Ludmilla Lis e mediaçãode Fernanda Felisberto, as mesas de bate-papo dos homenageados (SolanoTrindade, Conceição Evaristo, Elza Soares e Laerte Coutinho) contou com aparticipação das escritoras Lívia Natália, Julie Dorrico, Ellen Lima, Cidinhada Silva, Natália Polesso e Fabiana Cozza.

 

Também teve bate-papo com os poetas Lucas Afonso e Luz Ribeiro, com mediação deRodrigo Ciríaco; com o professor convidado Reinaldo Cardenuto, com mediação deLucas Bandos; com o criador da Comic Con Ivan Costa e o convidado AlephEichemberg, com mediação de Marco Prado; com os artistas convidados EdgardAndreatta, Wanderson Sereni e Emerson Sereni, com mediação de Harlen Felix; ecom escritores locais, com mediação de Reynaldo Damazio.

 

Entre os artistas estiveram o escritor e ator global Antonio Calloni e a atrizFabiana Karla, a cantora Margareth Menezes (ao vivo de Salvador/BA), o cantor ecompositor Toni Garrido, a cantora Luedji Luna, e a atriz Carla Fioroni. Tambémmarcaram presença artistas de Votuporanga e região com apresentações marcadaspela interação do público por meio de comentários, compartilhamentos ecurtidas.

 

Num dos pontos altos do evento, a Cia. dos Pés estreou no formato drive-in, naCidade Universitária, o espetáculo inédito “Entre Nós” que encantou a todos comum lindo texto e um show de movimentos, acrobacias, luz, trilhas e efeitos.

 

Flivinho

O Festival Literário de Votuporanga também teve um espaço reservado para ascrianças. O Flivinho fez parte da programação escolar de Votuporanga e região,por meio da parceria com a rede municipal e com os 65 municípios do Arranjo deDesenvolvimento da Educação do Noroeste Paulista e apoio da SecretariaMunicipal de Educação.

 

A Secretária de Cultura e Turismo Janaina Silva agradece a participação dopúblico e garante que a próxima edição já está sendo planejada. “O Fliv 2021foi um verdadeiro sucesso. Nós tivemos a adesão de toda a comunidade deVotuporanga e região e o sentimento é de alegria, realização e gratidão. Agora,já estamos nos planejando para a próxima edição que marcará os 85 anos deVotuporanga. Esperamos que o Parque da Cultura seja tomado pelas pessoas em umevento presencial e também transmitido pelas redes sociais, de forma híbrida”,afirma.

 

O prefeito de Votuporanga Jorge Seba elogiou o evento e ressaltou a importânciade um evento multicultural, que voltou a fazer parte do calendário decomemorações do aniversário da cidade. “O Fliv é um orgulho para Votuporanga. Eeste ano deu mais um show, reforçou a sua importância no cenário nacional deeventos multiculturais que se adaptaram ao on-line. Temos que sempre investirem cultura e valorizar os nossos artistas, ações que o Festival faz muito bem eque pode sempre contar com o nosso apoio. Agradecemos imensamente a todos osenvolvidos e aos nossos parceiros e patrocinadores que foramfundamentais".

 

Realização

A 11ª edição do Festival Literário de Votuporanga foi realizada pela Prefeiturade Votuporanga juntamente com o Governo do Estado de São Paulo, por meio daSecretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo. Os apoiadoresforam Organização Social Amigos da Arte, Poiesis Instituto de Apoio à Cultura ea Literatura, Pinacoteca do Estado de São Paulo, Museu da Imagem Som e MuseuCasa das Rosas. Patrocinadores: Facchini, Starb, Unifev, Cantoia e Figueiredo,Astra Turismo e Flash Net Brasil. Promoção: TV TEM.

07/08/21

Bandas de Votuporanga farão live no final de semana

Samba, rock e muito mais estão previstos para este sábado e domingo
 
Os artistas locais têm um espaço reservado na 11ª edição do Festival Literário de Votuporanga. Durante o fim de semana, serão 10 shows de bandas da cidade transmitidas on-line pelo canal do Fliv – www.youtube.com/flivvotuporanga
 
No sábado (7/8), o primeiro show será com a Banda SP520, às 13h, com rock anos 2000, como Linkin Park, Alice in Chains e Audioslave. Em seguida, às 14h, o grupo Nossa Teoria sobe ao palco do Fliv com influências de Zeca Pagodinho, Exaltasamba, Martinho da Vila e Leci Brandão.
 
O show de Amadeu Álamo and the heartbreakers será às 17h. A atração terá bastante música autoral do primeiro E.P “Prólogo” e algumas inéditas. Além disso, terão alguns covers especiais dos anos 80, 90 e 2000, que são influência para as composições.
 
O Grupo Jeito Nosso se apresenta às 18h e trará no repertório um resgate às referências musicais do samba e da música popular brasileira, como Fundo de Quintal, Beth Carvalho, Benito de Paula entre outros nomes de sucesso.
 
A Banda Musical Zequinha de Abreu apresenta o show “Melanina”, às 19h. Com mais de 50 anos de história e com um repertório variado, a banda se tornou referência regional e até nacional, levando alegria e descontração a todo o tipo de público.
O show de José Cássio Jaber – Trio será às 20h, com canções autorais e músicas de compositores referência do artista, como Chico Buarque, Vinicius de Moraes e Caetano Veloso.
 
Já no domingo (08/08), às 13h, Canevettes Rock’n’Roll apresenta um repertório de canções que marcaram época nas décadas de 50 e 60, reverenciando os artistas Elvis Presley e Johnny Cash. Em seguida, às 14h, o cantor João Liossi sobe ao palco do Festival.
 
Laura Moon e os lunáticos prometem um show com músicas nacionais e internacionais. Já às 19h, Sarah Celi, que já fez shows pela Europa e passou pelos programas Máquina da Fama (SBT) e The Voice Brasil 2020, encerra a grade de shows locais.

07/08/21

Show de Toni Garrido e Margareth Menezes marcam o fim de semana


Mesas de bate-papo com nomes conhecidos, além de oficinas e contação de histórias são as atrações dos últimos dias do evento

O fim de semana na 11ª edição do Festival Literário de Votuporanga será marcado por atrações conhecidas. No sábado (07/08), o show de encerramento do terceiro dia do evento será com Margareth Menezes. Já no domingo (08/08), será promovido o bate-papo com a atriz global Fabiana Karla e a última atração do Fliv será o show de Toni Garrido. Além disso, o evento on-line contará com as atividades do Flivinho, com oficinas, mesas de bate-papo, música e arte.

Sábado
O sábado no Fliv começa com a oficina “Arte com reciclável”, às 9h, com Delma Larissa e Luciana Braga. Às 9h30, as crianças acompanharão a contação de história “Os piratas e o tesouro perdido”, com a Cia. Entre Aspas. O “Jogo resta um”, com Cristina Okoti, Eliana Pavani, Lígia Rodrigues e Rosicler Dourado será às 10h, mesmo horário em que é promovido o espetáculo com o mágico Giovanni Bright.
Kiara Terra marca presença no Flivinho às 11h com a contação de história “A velha e o colar encantado”. No mesmo horário, a Peste Cia. Urbana de Teatro apresenta o espetáculo “O inventor de sonhos – As fábulas de Leonardo Da Vinci”. O contador de histórias Gigio Mantovani apresenta as “Lendas do folclore brasileiro”, às 12h. Em seguida, às 12h30 e às 13h, a Cia. Entre Aspas contará as histórias “O menino e o mar” e “A cidade alegria e os três palhaços”, compartilhando o horário com a Banda SP 520, às 13h. A Cia. Entre Aspas volta ao palco do Flivinho às 14h com “Os contos de Grimm”. O Grupo Nossa Teoria, composto por músicos de Votuporanga, se apresenta às 14h com um show recheado de influências como Zeca Pagodinho, Exaltasamba, Martinho da Vila e Leci Brandão.
O bate-papo “Palavra: esporte clube poesia” com os poetas convidados Lucas Afonso e Luz Ribeiro será mediado por Rodrigo Ciríaco. Neste encontro, às 15h, os poetas, slammers e atletas da palavra compartilharão suas vivências, reflexões e produções sobre a poesia. No mesmo horário, o professor Reinaldo Cardenuto e o jornalista Lucas Bandos participam da mesa de bate-papo “Por um cinema popular: Leon Hirszman, Política e Resistência”.
“Outros olhares literários” será o tema do bate-papo que homenageará Laerte Coutinho. A conversa com as escritoras Cidinha da Silva e Natália Polesso será mediada por Fernanda Felisberto, às 16h. A proposta é que as convidadas tragam suas opiniões sobre a literatura homoafetiva.
Histórias de primeiríssima infância “Criança feliz” será às 16h30. Já às 17h, a Cia. Ouro Velho apresenta o espetáculo “O novo rei do beleléu”, mesmo horário em que Amadeu Álamo and the Heartbreakers apresenta um show com bastante música autoral do primeiro E.P “Prólogo” e algumas inéditas. Em seguida, às 18h, o Grupo Jeito Nosso sobe ao palco do Fliv.
O criador da CCXP Ivan Costa participa do bate-papo “A cultura pop e a Comic Con” juntamente com Aleph Eichemberg e Marco Prado, às 19h. O show da Banda Musical Zequinha de Abreu será no mesmo horário.
O espetáculo “Entre nós”, com a Cia. dos Pés, será em formato drive-in na Cidade Universitária às 18h30 e às 20h. Os interessados devem retirar o ingresso com 1h de antecedência no local do evento, que terá capacidade para até 50 veículos.
A penúltima atração de sábado, às 20h, será o show de José Cássio Jaber – Trio.
Encerrando o dia, uma das vozes mais potentes da música nacional, a cantora e compositora Margareth Menezes se apresenta no Festival Literário às 21h.

Domingo
Iniciando o último dia do festival, Kiara Terra conta a história “A fabulosa história do leão e seus presentes, às 10h. O bate-papo “O protagonismo do interior paulista no hip hop brasileiro” será às 10h com os artistas convidados Edgard Andreatta, Wanderson Sereni e Emerson Sereni.
A atriz e apresentadora Carla Fioroni no Fliv entrevista os artistas locais Álvaro Rovares, Ticko B-boy, Rodrigo Garcia e Gustavo Rapassi, às 11h. Em seguida, às 12h, o mágico Volckane apresenta o espetáculo “Viagem ao mundo da ilusão”.
A Canevettes Rock’n’Roll Band apresenta um especial Elvis e Cash, às 13h, no palco do Fliv; enquanto acontece a contação de história com a Cia. Polichinelo e Cia. Entre Aspas. Em seguida, às 14h, o cantor João Liossi sobe ao palco.
Também às 14h, os escritores locais irão conversas sobre suas obras com o mediador Reynaldo Damazio. O próximo bate-papo será a mesa da homenageada Elza Soares “Nossos livros são discos”, às 16h, com Fabiana Cozza e Lirinha, com mediação de Fernanda Felisberto.
Já às 15h, a Cia. Ouro Velho apresenta o espetáculo “O lugar de onde se vê”. Laura Moon e os Lunáticos sobe ao palco do Fliv às 17h com músicas nacionais e internacionais. No mesmo horário, a escritora Katia Gonçalves lança o livro “Histórias dentro da história: atos de coragem na Europa nazista”, com a participação do especialista no tema Luiz Nazario e o coordenador José Goldfarb.
O último bate-papo do Festival Literário de Votuporanga será com a atriz global Fabiana Karla que falará sobre “Representação e representatividade para além da telinha”, às 18h, com mediação de Harlen Felix. No mesmo horário, o público poderá conferir o espetáculo “Ao cais do valongo – quanto vale a carne negra?”.
A cantora Sarah Celi, que já fez shows pela Europa e passou pelos programas Máquina da Fama e The Voice Brasil 2020, se apresenta às 19h.
A última atividade da 11ª edição do Festival Literário de Votuporanga será o show de encerramento com o cantor e compositor Toni Garrido.

07/08/21

Fliv terá espetáculo drive-in na Cidade Universitária

Serão duas apresentações na noite de sábado; capacidade do local é de até 50 veículos

 

O terceiro dia do Festival Literário de Votuporanga (Fliv) será marcado pelo espetáculo drive-in “Entre nós”, da Cia. dos Pés. Serão realizadas duas sessões, às 18h30 e às 20h, neste sábado (7/8), no estacionamento da Cidade Universitária com capacidade para 50 veículos. O drive-in permite que se assista à apresentação com o público dentro dos carros, mantendo o distanciamento social, uma das regras no enfrentamento à pandemia.

Os interessados em participar devem retirar o ingresso com uma hora de antecedência no campus da Unifev, que fica na marginal Nasser Marão, 3069.

As duas sessões serão transmitidas ao vivo pelo youtube.com/flivvotuporanga. A TV Unifev exibirá ao vivo a sessão das 18h30. Também é possível assistir pela plataforma do Governo do Estado de São Paulo #CulturaEmCasa, disponível nas lojas Apple Store e Google Play para Iphone e Android.

 

O espetáculo

O teatro “Entre nós”, da Cia dos Pés, conta a história de um amor proibido, desses que emaranham tudo. O conflituoso encontro de Luna, filha de Lua com Sôlo, filho do Sol, traz um enredo de furtiva paixão. Mundos diferentes em trânsito. Uma confusão cômico/trágica recheada de muito amor.

Para ficar por dentro de todas as novidades do festival, inscreva-se no canal Youtube.com/flivvotuporanga e siga as redes sociais @flivotuporanga.

 

Realização

A 11ª edição do Festival Literário de Votuporanga será realizada pela Prefeitura de Votuporanga juntamente com o Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo. Os apoiadores são: Organização Social Amigos da Arte, Poiesis Instituto de Apoio à Cultura e a Literatura, Pinacoteca do Estado de São Paulo, Museu da Imagem Som e Museu Casa das Rosas. Patrocinadores: Facchini, Starb, Unifev, Cantoia e Figueiredo, Astra Turismo e Flash Net Brasil. Promoção: TV TEM.

07/08/21

Ator global participará do Fliv neste sábado

O repórter da TV Tem, Patrick Lima entrevistará o também escritor Antonio Caloni, às 10h, durante a programação do Fliv

 

Com sete livros publicados e atuação em inúmeras novelas, o ator global e escritor Antonio Calloni é presença confirmada na 11ª edição do Festival Literário de Votuporanga – Fliv. O repórter Patrick Lima, da TV tem, comandará a entrevista com o artista neste sábado (7/8), às 10h.

O bate-papo será sobre a trajetória de Calloni na arte, na carreira literária e em momentos marcantes na televisão brasileira. Ator, escritor e poeta, Antonio Calloni começou a trabalhar como ator nos anos 80, em peças de teatro, e estreou na TV em 1986, na minissérie "Anos Dourados". Participou de inúmeras novelas na Globo, como "Éramos Seis", com o personagem Júlio Abílio de Lemos; e ainda ‘Terra Nostra", "O Clone" e "O Sétimo Guardião". Destacou-se ao interpretar na série "Assédio", um personagem inspirado no médico acusado de abusos sexuais, Jorge Abdelmassih.

Para acompanhar o encontro, basta acessar as redes sociais do festival, por meio do canal Youtube.com/flivvotuporanga e redes sociais @flivotuporanga. A entrevista também será transmitida pela plataforma do Governo do Estado de São Paulo #CulturaEmCasa, disponível nas lojas Apple Store e Google Play para Iphone e Android.

 

Realização

A 11ª edição do Festival Literário de Votuporanga será realizada pela Prefeitura de Votuporanga juntamente com o Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo. Os apoiadores são: Organização Social Amigos da Arte, Poiesis Instituto de Apoio à Cultura e a Literatura, Pinacoteca do Estado de São Paulo, Museu da Imagem Som e Museu Casa das Rosas. Patrocinadores: Facchini, Starb, Unifev, Cantoia e Figueiredo, Astra Turismo e Flash Net Brasil. Promoção: TV TEM.