Palavra que transforma
flivotuporanga.com.br

NOVIDADES

17/08/22

Fliv: escritor indígena visita escola de Votuporanga

Incentivar as crianças a se abrirem para o mundo da literatura e das artes está entre as missões do Festival de Literário de Votuporanga – Fliv. Grande parte da programação é pensada com foco neste público. Como tradicionalmente ocorre, o evento elege um homenageado para cada edição. Neste ano, a escolha foi pelo escritor indígena Daniel Munduruku, ativista das causas dos povos indígenas e que se dedica à literatura infanto-juvenil.

Para conhecer um pouco da estrutura da rede municipal de Votuporanga, na manhã desta quinta-feira (17/8), o escritor esteve no CEM “Prof. Valdir Gonçalves de Lima” onde se encontrou com 52 alunos dos 5º anos A e B que trabalharam a autobiografia do escritor com as professoras Raquel e Eliane. Acompanharam a visita, o curador do Fliv Reynaldo Damazio, o cordelista e autor convidado do Fliv, Moreira de Acopiara, a representante da Secretaria Municipal da Cultura e Turismo, Marinês Manhani de Lima e Andria Valéria Pimenta Delavale, chefe do Departamento de Ensino Fundamental da Sec. da Educação.

As crianças interagiram intensamente com o escritor fazendo perguntas. “Me sinto muito feliz com esse contato direto com as crianças. Já notei que Votuporanga está um passo a frente de outras escolas do Brasil e essa preocupação com o povo indígena é fundamental”, destacou Daniel Munduruku, autor de 57 livros para crianças e jovens com histórias dos povos indígenas. Ele é reconhecido internacionalmente por representar a cultura dos povos indígenas, mostrando a criatividade e a diversidade da nossa formação histórica e cultural, como um agente fundamental de transformação.

Nascido em Belém, PA, pertence à etnia indígena Munduruku. Formado em Filosofia, com licenciatura em História e Psicologia, lecionou durante dez anos e atuou como educador social de rua pela Pastoral do Menor de São Paulo. Esteve em vários países da Europa, participando de conferências e ministrando oficinas culturais para crianças.

17/08/22

Fliv: quinta-feira tem atrações o dia todo no Parque da Cultura

A quinta-feira (18/8) promete ser de muita animação no Festival Literário de Votuporanga – Fliv. Quem passar pelo Parque da Cultura, a partir das 8h, já poderá conferir atividades para toda a família. A programação segue até 23h com acesso totalmente gratuito. 

O dia começa na Estação Flivinho, no Assary Clube de Campo, com entrada aberta e apresentação de diversos espetáculos, além do trenzinho da alegria Mundo Mágico. Tem ainda aula livre de violão popular no Parque; espaços de realidade virtual com Senac e de tecnologia e inovação com a Flash Net; cine teatro com a Piraporiando; manhã dançante para melhor idade;  contações de histórias; oficina com DJ Elvis sobre a profissão; acrobacias e muito mais. 

Escritores 
Nas mesas de bate-papos do Fliv com escritores, às 15h, Janine Rodrigues e Otávio Junior vão falar sobre games, histórias em quadrinhos e audiovisual na Estação Flivinho. As autoras Maitê Freitas e Bianca Santana vão participar às 19h30 de um bate-papo mediado pelo curador do festival, Reynaldo Damazio.

Dança 
Para quem quer mexer o corpo, a quinta-feira no Fliv terá oficinas de popping, um estudo de hip hop que surgiu nos EUA na década de 70; aula de capoeira; fitdance; aula de dança para a terceira idade e oficina de tecido acrobático.

Galpão Literário 
Os apaixonados por literatura podem aproveitar ainda para adquirir obras no Galpão Literário destinado para livrarias e editoras. A TV TEM também está presente no evento com o projeto “Bem Legal”, que incentiva a comunidade a doar livros de literatura para que outros possam ter acesso às obras. A ação conta com a parceria da Coopervinte (Cooperativa de Catadores de Materiais Reciclados de Votuporanga) que fará a triagem e destinação dos materiais. As arrecadações vão ser usadas para montagem de espaços públicos de leitura nos bairros da cidade. Também é possível fazer troca de livros usados no estande do Senac (térreo do CIT). 

Cine Praia 
Uma novidade deste ano é o espaço Cine Praia, nas quadras do Parque da Cultura. Nesta quinta-feira, às 19h, será exibido o filme Alice no País das Maravilhas para toda a família. 

O Fliv é realizado no Parque da Cultura em Votuporanga, do dia 13 ao dia 21 de agosto, com atividades 100% gratuita. A programação completa do Fliv você confere no site: http://www.flivotuporanga.com.br/home/

Zequinha de Abreu e shows 
Às 20h30 quem se apresenta no palco principal é a Banda Zequinha de Abreu, que é sucesso em Votuporanga e região. Fundada em 1974 e tombada como bem cultural de natureza imaterial, a banda preparou um show especial para o Festival. 
No mesmo horário, mas no espaço Rolezim, tem o DJ Elvis, às 20h30 com a Baladinha Literária. 

Quem encerra a noite de quinta-feira é o grupo Beatsong, a partir das 22h30, com um show de muito pop rock dos anos 80 e 90, clássicos nacionais e internacionais. A banda promete despertar a nostalgia do público com grandes sucessos do passado. Monahra Negrini, vocalista, falou sobre a importância do Festival como forma de incentivo e espaço de divulgação da cultura regional e dos artistas locais e contou que estão preparando uma apresentação especial para a noite. “É uma honra participar do Fliv, este ano apresentando com banda completa um show presencial, com o calor da plateia. É um evento que leva a cultura do artista votuporanguense para toda a nossa região e estamos muito felizes por fazer parte disso”.

O Fliv
O Festival Literário de Votuporanga é um evento da Prefeitura de Votuporanga com apoio do Governo do Estado, Secretaria de Cultura e Economia Criativa, por meio do Programa de Ação Cultural - Proac São Paulo. Tem o suporte da Amigos da Arte e Circuito SP; colaboração Poiesis, Casa das Rosas e Pontos MIS; promoção da TV TEM; e patrocínio da Unifev, Proença Supermercados, LA Hotel, Senac, Starb, Porecatu, Cantoia Figueredo, Flash Net, Converd, Marão Corretora de Seguros, Alvorada e Stage Model. Em 2021, o Fliv recebeu o Prêmio Governador do Estado de São Paulo para as Artes, após disputar com eventos na categoria Livro, Leitura e Bibliotecas.

A história de 11 anos de realização do Fliv começou com a Feira do Livro de Votuporanga, em 2006. Em 2011, o evento ganha nova roupagem e passa a ser chamado Fliv - Festival Literário de Votuporanga. A partir daí se consolida como um dos maiores eventos multiculturais do Estado, reunindo diversas atividades inteiramente gratuitas, ligadas à literatura, às artes e à cultura. Sua missão principal é formar leitores desde a primeira infância.

16/08/22

Fliv: bate-papo com autores e musicais são destaques nesta 4ª-feira

Nesta quarta-feira (17/8), o Festival Literário de Votuporanga - Fliv recebe o escritor Moreira de Acopiara. Poeta, escritor, dramaturgo e compositor Manoel Moreira Júnior, mais conhecido como Moreira de Acopiara, publicou centenas de cordéis, nos mais variados temas. Em 2005 foi eleito para a Academia Brasileira de Literatura de Cordel, ABLC, entidade sediada no Rio de Janeiro. Gravou CDs com poemas de sua autoria e tem trabalhos musicados e gravados por vários artistas.


Ele participará de três rodas de bate-papo. A primeira será às 10h onde vai falar sobre cordel e a infância. Já no período da tarde, a partir das 14h, o tema será cordel e adolescentes. E às 19h30 o autor se apresenta mais uma vez em um bate-papo com Reynaldo Damazio, um dos curadores do Fliv.

 

Ao logo de todo o dia o público poderá conferir apresentações teatrais, contação de história, oficinas e brincadeiras lúdicas para as crianças. Anderson Belçal coordenador do curso de pedagogia da Unifev apresenta às 10h a “Oficina do brincar para as famílias”, uma atividade que propõe a construção da estrutura emocional e familiar, contribuindo para a maturidade emocional.

 

Anderson Bençal destacou a relevância cultural do Fliv. “A leitura é uma ampla porta aberta para descobertas sem fim, e o Fliv é um evento extraordinário que nos coloca em imersão no mundo dos livros, das histórias, das vivências culturais e das trocas com outras pessoas. O Fliv possibilita ampliação do nosso repertório cultural em grande medida. É um privilégio fazer parte disso. Sou grato pela oportunidade de prestigiar uma programação tão rica e significativa”, completou Bençal.

 

Para quem gosta de música não pode perder, às 20h30, o show com o Coral Canto Livre que apresenta o espetáculo “Casa Cheia”. O diretor geral do espetáculo Marcio Zarzi destacou a expectativa para o show e adiantou que o público vai conferir clássicos da MPB, que dão a vida à história do Filho Pródigo, uma parábola cristã.

Também às 20h30 o Dj Elvis e o Mc Emerson Alcalde comandam o som no “Baladinha Fliv” um espaço pensado para a música eletrônica. Os artistas apresentam o estilo do Hip Hop misturado com intervenções poéticas do Mc.

 

Quem encerra a noite é o músico Anisinho Martin com o show “Vinícius de Moraes: poeta da música” que começa às 22h30.  A apresentação percorre a vida e a obra do escritor com a interpretação de 35 músicas e declamações do poeta.

 

O Fliv é realizado no Parque da Cultura em Votuporanga, do dia 13 ao dia 21 de agosto, com atividades 100% gratuita. A programação completa do Fliv você confere no site: http://www.flivotuporanga.com.br/home/

 

Moreira de Acopiara

Poeta, escritor, dramaturgo e compositor Manoel Moreira Júnior nasceu no dia 23 de julho de 1961, no distrito de Trussu, município de Acopiara, interior do Ceará, onde viveu até os 20 anos de idade. Ali foi alfabetizado pela mãe, entre os trabalhos na fazenda e a leitura de livros de autores como Graciliano Ramos, Machado de Assis, Patativa do Assaré, Fernando Pessoa, Augusto dos Anjos, Castro Alves, Camões e a literatura de cordel, mais as histórias que sua mãe tão bem contava. Escreve desde adolescente, publicou mais de trinta livros, sendo os mais recentes: O drama de um refugiado, Lampião nas trilhas do cangaço, Poemas para adiar o fim do mundo, Cordel e sustentabilidade, O Pequeno Príncipe em cordel, Canudos e a saga de Antônio Conselheiro, Colcha de retalhos e O que é cultura popular?

 

O Fliv

O Festival Literário de Votuporanga é um evento da Prefeitura de Votuporanga com apoio do Governo do Estado, Secretaria de Cultura e Economia Criativa, por meio do Programa de Ação Cultural - Proac São Paulo. Tem o suporte da Amigos da Arte e Circuito SP; colaboração Poiesis, Casa das Rosas e Pontos MIS; promoção da TV TEM; e patrocínio da Unifev, Proença Supermercados, LA Hotel, Senac, Starb, Porecatu, Cantoia Figueredo, Flash Net, Converd, Marão Corretora de Seguros, Alvorada e Stage Model. Em 2021, o Fliv recebeu o Prêmio Governador do Estado de São Paulo para as Artes, após disputar com eventos na categoria Livro, Leitura e Bibliotecas.

 

A história de 11 anos de realização do Fliv começou com a Feira do Livro de Votuporanga, em 2006. Em 2011, o evento ganha nova roupagem e passa a ser chamado Fliv - Festival Literário de Votuporanga. A partir daí se consolida como um dos maiores eventos multiculturais do Estado, reunindo diversas atividades inteiramente gratuitas, ligadas à literatura, às artes e à cultura. Sua missão principal é formar leitores desde a primeira infância.

15/08/22

Terça-feira no Fliv terá shows, camerata e bate-papo com escritores

Depois de um final de semana com sucesso de público, o Festival Literário de Votuporanga - Fliv continua até domingo (21/8) no Parque da Cultura com muitas atividades para toda a família. Nesta terça-feira (16/8), a programação segue recheada com oficina de brinquedos sustentáveis, aula de violão, oficina de capoeira, apresentação de filmes infantis, oficina de hip hop, contação de história e muito mais. Os apaixonados por literatura vão poder acompanhar dois encontros com escritores. Consulte todas as atividades no site www.flivotuporanga.com.br/programacao

O homenageado do Fliv, escritor indígena Daniel Munduruku, participa de um bate-papo a partir das 14 horas sobre contação de história para adolescentes. Daniel tem mais de 50 livros publicados voltados para crianças, jovens e educadores. Vencedor de vários prêmios no Brasil e no exterior, muitos de seus livros já foram agraciados com o Selo Altamente Recomendável pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil.

Às 19h30 o bate-papo é com os escritores Janine Rodrigues e Otávio Júnior, com mediação do curador do Fliv Reynaldo Damazio. Janine Rodrigues, também curadora, é escritora e educadora e fundadora da Edtech Piraporiando, considerada uma das 10 Edtechs mais importantes da América Latina. Considerada pela Forbes uma das 13 mulheres brasileiras que estão trabalhando em prol da equidade na educação. Seus livros estão presentes em 16 países. Consultora e palestrante nas temáticas da educação, diversidade, sustentabilidade e equidade social. Otávio Júnior é escritor e criador de conteúdos infanto-juvenis, vencedor do Prêmio Jabuti na categoria infantil 2020. Desenvolve pesquisa nas áreas de promoção e mediação de leitura, criou um “Lab de desenvolvimento” para criar jogos e materiais lúdicos com a finalidade de auxiliar atividades literárias.

Para quem gosta de dançar, tem programação especial com a aula de dança “Forró pé-de-serra- Asa Branca” com os dançarinos Dimas e Fernanda. A oficina apresentará a dança de salão de forma divertida como opção de lazer, promovendo a integração e socialização. A música clássica também estará presente no Fliv, com a apresentação da “Camerata Villa Lobos” a partir das 18h.  O grupo apresenta um repertório de trilhas sonoras clássicas de diferentes décadas do cinema. A Camerata Villa Lobos, formada em 2019 e composta por musicistas votuporanguenses, busca aproximar a comunidade da música em seus diferentes estilos e tem o prazer de se apresentar pela primeira vez no FLIV.

No palco principal do Festival, quem se apresenta às 20h30 é Regina Benedetti com o show “Fulô Benedetti”. A cantora é uma reconhecida intérprete da música popular brasileira compondo e interpretando ritmos como samba, xote, baião, ijexá, maracatu. Regina já realizou turnês em países como Itália e Estados Unidos. Para o Fliv, a artista prepara um show com o autêntico forró pé-de-serra, cheio de alegria e a força do povo nordestino, com ritmos como o baião, o xote e o xaxado. “É a primeira vez que canto no Fliv e estou muito feliz em participar desse evento multicultural de tamanha relevância para toda a região. Esse é um projeto que já ganhou vários prêmios e estamos ansiosos para apresentar nosso trabalho, levando alegria para toda a população.”

Quem finaliza a noite de terça-feira é a dupla Fernando Barbosa e Emerson Show, com a apresentação às 22h30 do show “O Baile”, com músicas usadas em aulas de dança de salão executadas em formato de pot-pourri (samba, foxtrote, forró pé de serra, bolero, chá-chá-chá), de grandes artistas nacionais e internacionais como; Frank Sinatra, Roupa Nova, Ray Conniff, Alcione, Luiz Gonzaga, entre outros. A dupla promete colocar o público para dançar e curtir grandes clássicos.

 

Sucesso de público no primeiro fim de semana do Fliv

O primeiro final de semana do Festival Literário de Votuporanga - Fliv foi sucesso de público. Estimativa da Prefeitura de Votuporanga e produtores do evento indicam que mais de 20 mil pessoas tenham passado pelos espaços do festival neste sábado e domingo. A movimentação foi grande em diversos momentos, sendo os principais o show de Maria Rita, em que cerca de 7 mil pessoas acompanharam; o food parque e os shows no palco também reuniram grande público, assim como as atividades infantis e musicais realizadas nos mais de 100 mil m² do Parque.

“Ficamos muito felizes com o grande público que compareceu ao show da Maria Rita, lotando nossa arena do palco principal. A apresentação foi linda, com grande interação da plateia cantando e se divertindo com as músicas. Tivemos intensa movimentação também durante todo o domingo. Para os próximos dias, a expectativa é ainda de maior”, conta a Secretária de Cultura e Turismo, Janaína Silva.

A 12ª edição do Fliv contou com abertura oficial na noite de sábado com a presença dos apoiadores e autoridades, entre elas do Diretor da Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo, Antônio Serralha; do prefeito Jorge Seba e o vereador Jura. “Eu sou um apaixonado pelo Fliv e pelo show de cultura e entretenimento que ele traz para tantas pessoas, especialmente neste momento de retomada em que precisamos tanto de momentos de alegrias, como estes”, destacou o prefeito.

Serralha elogiou a estrutura do evento, principalmente o fomento do turismo provocado com o Fliv. O Governo do Estado é um dos grandes apoiadores do festival desde suas primeiras edições. 

Durante a abertura oficial, houve o descerramento da placa inaugural da segunda etapa do palco externo do Parque da Cultura, obra que recebeu investimentos do MIT – Município de Interesse Turístico.

 

O Fliv

O Festival Literário de Votuporanga é um evento da Prefeitura de Votuporanga com apoio do Governo do Estado, Secretaria de Cultura e Economia Criativa, por meio do Programa de Ação Cultural - Proac São Paulo. Tem o suporte da Amigos da Arte e Circuito SP; colaboração Poiesis, Casa das Rosas e Pontos MIS; promoção da TV TEM; e patrocínio da Unifev, Proença Supermercados, LA Hotel, Senac, Starb, Porecatu, Cantoia Figueredo, Flash Net, Converd, Marão Corretora de Seguros, Alvorada e Stage Model. Em 2021, o Fliv recebeu o Prêmio Governador do Estado de São Paulo para as Artes, após disputar com eventos na categoria Livro, Leitura e Bibliotecas.

A história de 11 anos de realização do Fliv começou com a Feira do Livro de Votuporanga, em 2006. Em 2011, o evento ganha nova roupagem e passa a ser chamado Fliv - Festival Literário de Votuporanga. A partir daí se consolida como um dos maiores eventos multiculturais do Estado, reunindo diversas atividades inteiramente gratuitas, ligadas à literatura, às artes e à cultura. Sua missão principal é formar leitores desde a primeira infância.

 

12/08/22

Fliv começa neste sábado com show de Maria Rita

A noite desse sábado (13/8) marca o início da 12ª edição do Festival Literário de Votuporanga - Fliv. O evento, que já é tradição, retorna esse ano no modelo presencial e apresenta mais de 400 atrações durante nove dias totalmente gratuitas.

Na primeira noite de Fliv, o público poderá conferir o show de Maria Rita, uma das maiores e mais premiadas vozes da música brasileira, após a abertura oficial às 20h30. Na mesma noite tem a apresentação de Viktor Huggo, artista votuporanguense que vai apresentar músicas do pop e funk. Apresentação também da atriz Lu Vespa e José Cássio Jaber, que vão dramatizar poemas retirados da obra de Hilda Hilst. E para encerrar a noite com muita animação, o público vai curtir as músicas da Banda Pano pra Manga que apresenta grandes clássicos da MPB.

Domingo

Já no domingo (14/8), a programação do Fliv começa a partir das 9 horas com atrações para todas as idades. Para as crianças tem contação de história, oficina de música, de criação de fantoche, apresentação de filmes infantis e o espetáculo de música infantil Trupe Trupé, às 18h, para toda a família. Para os adolescentes e jovens a dica é a oficina de ritbox, de dança contemporânea, acrobacia de solo, oficina de origami, de fitdance, poping, percussão de maracatu e a Baladinha Literária, um espaço pensado juntamente para os jovens curtirem música eletrônica.

Ainda no domingo, no palco principal, tem show de Sophia Ardessore, a jovem cantora interpreta canções do samba-jazz.  E quem encerra a noite é a dupla de Votuporanga Luckas & Thiago, com uma seleção de sucessos do rock e pop-rock dos anos 80, 90 e 2000.

Segunda-feira

Na segunda-feira (15/8), o Festival continua cheio de programação especial. Para as crianças a Estação Flivinho é o espaço certo para muita diversão e cultura. Os pequeninos vão poder acompanhar apresentações teatrais, curtir um passeio de trenzinho pelo Parque da Cultura, assistir filmes, participar de oficinas de musicalização, de macinha caseira, contação de história e muito mais. Para o público mais jovem tem aulas de breaking, hip hop, ritbox, oficina de realidade virtual.

Daniel Munduruku

Para os apaixonados por literatura, o Fliv traz na segunda-feira um bate-papo com os autores Daniel Munduruku, homenageado do Fliv, e a autora mirim Clara Dunand.

O Fliv também vai contar com espaços para compra, troca e doação de livros, além de exposições permanentes de fotografia e desenhos. Quem curte música, vai poder aproveitar durante a noite o show “Música de Bolso” do cantor e compositor André Gandolfo e ainda a apresentação de Rafael Anoni, que fará um show acústico com covers de bandas como CPM22, Link Park e Charlie Brown Jr.

O Fliv

O Festival Literário de Votuporanga é um evento da Prefeitura de Votuporanga com apoio do Governo do Estado, Secretaria de Cultura e Economia Criativa, por meio do Programa de Ação Cultural - Proac São Paulo, sob o suporte da Amigos da Arte, promoção da TV TEM, patrocínio da Unifev, Proença Supermercados, LA Hotel e Senac. Em 2021, o Fliv recebeu o Prêmio Governador do Estado de São Paulo para as Artes, após disputar com eventos na categoria Livro, Leitura e Bibliotecas.

A história de 11 anos de realização do Fliv começou com a Feira do Livro de Votuporanga, em 2006. Em 2011, o evento ganha nova roupagem e passa a ser chamado Fliv - Festival Literário de Votuporanga. A partir daí se consolida como um dos maiores eventos multiculturais do Estado, reunindo diversas atividades inteiramente gratuitas, ligadas à literatura, às artes e à cultura. Sua missão principal é formar leitores desde a primeira infância.

11/08/22

Fim de semana no Fliv terá diversos shows

A edição de 2022 do Festival Literário de Votuporanga – Fliv vai contar com grandes nomes da música como a poderosa Maria Rita, as melodias suaves de Tiê (Circuito SP), a voz marcante de Sophia Ardesorre e os clássicos da música nordestina de Fulô Benedetti.  O Palco das Artes, à margem da represa no Parque da Cultura, foi montado para receber essas grandes apresentações. A programação completa já está no site www.flivotuporanga.com.br

Neste sábado, além de Maria Rita, se apresenta o grupo Pano pra Manga no espaço Território Livre, a partir das 22h30, com repertório cheio de nomes como: Chico, Gal, Caetano, Gil, e mais uma porção de gente que fez e faz muita música boa. Ainda no sábado, tem o Sarau “O Desejo de Hilda Hilst” com Lu vespa e José Cássio Jaber e o artista votuporanguense do cenário Pop e Funk, Viktor Huggo.

No domingo, tem o espetáculo de música infantil Trupe Trupé, às 18h, para toda a família e muitas outras atividades musicais com percussão de maracatu, fitdance, sertanejo, música eletrônica, hip hop.

O Fliv vai contar ainda com diversas atrações musicais de variados estilos, entre eles o Coral Canto Livre que apresenta o espetáculo “Casa Cheia”; o Coral de Violas do Centro de Folclore; a Banda Musical Zequinha de Abreu; a Banda Facmol, uma orquestra de sopros e percussão, que apresenta músicas do cancioneiro sertanejo e caipira tradicional e moderno, música pop e rock. 

Para quem curte pop rock a dica é o show de Amadeu Álamo, da banda Beatsong, com clássicos internacionais dos anos 80 e 90, da dupla Luckas e Thiago e Rafael Anoni. Tem também a poesia de Vinícius de Moraes na interpretação de Anisinho Martins e o show “Música de Bolso” do cantor e compositor André Gandolfo”. Já a cantora Claudia Castelo Branco apresenta o show “Forropiano” com clássicos da música regional nordestina tocados no piano. O samba contagiante do grupo Samba do Zé fará um resgate das tradições afro-brasileiras com músicas que tocavam após as rodas de capoeira. O Fliv terá ainda o show dançante de Fernando Barbosa e Emerson Show.

Já as cantoras Zu Laiê, Elis Ribeiro e Jaqueline Cardoso celebram o legado da cantora Clara Nunes, com interpretações envolventes, festejando a memória musical brasileira, sobre a presença da mulher na música e sobre as contradições e riquezas do nosso país a partir da consagrada discografia de Clara Nunes, passando por todas as suas matizes e fases musicais.

O Fliv também será palco do lançamento do livro e CD duplo da artista Kátya Teixeira. “Canções para atravessar a noite escura” é um trabalho que mistura música, poesia e relatos dessa produção que foi realizada durante a pandemia, produzidos pela cantora e multi-instrumentista Kátya Teixeira e André Venegas. A artista falou sobre a alegria de fazer o lançamento desse livro e CD duplo durante o Fliv e falou também sobre a mensagem que quer passar com esse trabalho. “Diante do cenário social, político, humano onde nos deparamos com nossas fragilidades essas canções surgem para nos trazer um calor, um afago, um carinho no centro da pedra dura, nos fazendo crer que apesar de tudo amanhece, sempre amanhece”, explicou Kátya.

O Fliv

O Festival Literário de Votuporanga é um evento da Prefeitura de Votuporanga com apoio do Governo do Estado, Secretaria de Cultura e Economia Criativa, por meio do Programa de Ação Cultural - Proac São Paulo, sob o suporte da Amigos da Arte, promoção da TV TEM, patrocínio da Unifev, Proença Supermercados, LA Hotel e Senac. Em 2021, o Fliv recebeu o Prêmio Governador do Estado de São Paulo para as Artes, após disputar com eventos na categoria Livro, Leitura e Bibliotecas.

A história de 11 anos de realização do Fliv começou com a Feira do Livro de Votuporanga, em 2006. Em 2011, o evento ganha nova roupagem e passa a ser chamado Fliv - Festival Literário de Votuporanga. A partir daí se consolida como um dos maiores eventos multiculturais do Estado, reunindo diversas atividades inteiramente gratuitas, ligadas à literatura, às artes e à cultura. Sua missão principal é formar leitores desde a primeira infância.

10/08/22

Fliv terá exposições de fotografias e desenhos

A partir deste sábado (13/8), o Festival Literário de Votuporanga – Fliv chega à 12ª edição cheio de atrações culturais gratuitas. Entre elas, exposições fotográficas e de desenhos vão estar disponíveis para visitação do público durante os nove dias.

Uma das exposições presentes no Fliv será a “Bambas” do fotógrafo Hudson Rodrigues.  As imagens fazem parte do Museu da Imagem e do Som, em São Paulo, e expõe de forma direta as situações de alguns negros que vivem em nosso País: o olhar da criança simples, mas de personalidade forte; o semblante da mulher negra cansada de uma vida de luta; os jovens cheios de garra mostrando suas posses com orgulho.

O público também poderá conferir durante o festival a exposição “Votuporanga em Foco: 85 anos”, de Ravel Gimenes. O trabalho é composto por imagens antigas e atuais de lugares e ambientes, frisando a importância regional de Votuporanga no Noroeste Paulista, destacando o crescimento e desenvolvimento através do tempo. Com objetivo de despertar a memória efetiva dos moradores mais antigos, bem como dar a oportunidade para jovens conhecerem mais profundamente a história do município, dessa forma, divulgando evolução da cidade de Votuporanga ao passar dos anos. O artista Ravel Gimenes destacou a importância do trabalho como uma oportunidade de conhecer o passado para valorizar o presente. “Votuporanga é uma cidade nova, com 85 anos, e precisamos manter viva essa história para preservar a memória do nosso município para as próximas gerações.”

E para quem gosta de desenhos o artista plástico Edgard Andreatta apresenta a exposição “Eu não ando só”, uma séria composta por 18 desenhos que relata a nossa fauna e flora brasileira com personagens femininos e masculinos que constituem esses cenários. Segundo artista os desenhos fazem parte de um sketchbook, uma espécie de caderno de estudo, onde o desenhista planeja seus projetos que depois vão para muros e paredes com a arte de grafite. “A ideia é chegar ao público e levar as artes visuais as pessoas para uma reflexão sobre como estamos tratando nosso planeta e levantando questões sobre a preservação da fauna e flora, criando um diálogo entre artista e espectador”, destacou Edgard.

As exposições vão estar disponíveis durante todo o Festival, do dia 13 ao dia 21 de agosto, no Parque da Cultura, no piso 1 e também no museu que fica no piso 3. A programação completa do Fliv você confere no site: http://www.flivotuporanga.com.br/home/

O Fliv

O Festival Literário de Votuporanga é um evento da Prefeitura de Votuporanga com apoio do Governo do Estado, Secretaria de Cultura e Economia Criativa, por meio do Programa de Ação Cultural - Proac São Paulo. Tem o suporte da Amigos da Arte e Circuito SP; colaboração Poiesis, Casa das Rosas e Pontos MIS; promoção da TV TEM; e patrocínio da Unifev, Proença Supermercados, LA Hotel, Senac, Starb, Porecatu, Cantoia Figueredo, Flash Net, Converd, Marão Corretora de Seguros, Alvorada e Stage Model. Em 2021, o Fliv recebeu o Prêmio Governador do Estado de São Paulo para as Artes, após disputar com eventos na categoria Livro, Leitura e Bibliotecas.

A história de 11 anos de realização do Fliv começou com a Feira do Livro de Votuporanga, em 2006. Em 2011, o evento ganha nova roupagem e passa a ser chamado Fliv - Festival Literário de Votuporanga. A partir daí se consolida como um dos maiores eventos multiculturais do Estado, reunindo diversas atividades inteiramente gratuitas, ligadas à literatura, às artes e à cultura. Sua missão principal é formar leitores desde a primeira infância.

 

09/08/22

Escritor indígena será o homenageado do 12º Fliv

Terminada a Expo Show, a região já se prepara para mais uma grande festa. Começa neste sábado (13/8) o 12º Festival Literário de Votuporanga – Fliv com abertura oficial às 20h30 e show da cantora Maria Rita às 21h, com acesso gratuito a todos no palco principal do Parque da Cultura.

O evento segue até o dia 21 de agosto, com centenas de atividades para toda a família, em diversos espaços do Parque da Cultura e no salão social do Assary Clube de Campo, de segunda a sexta das 8h às 23h30 e aos sábados e domingos das 9h às 23h30.

Como tradicionalmente ocorre, o Fliv elege um homenageado para cada edição. Neste ano, a escolha foi pelo escritor indígena Daniel Munduruku. Ativista das causas dos povos indígenas, o autor se dedica à literatura infanto-juvenil e luta pela divulgação da cultura indígena e pela valorização da educação e literatura.

Autor de 57 livros para crianças e jovens que relatam histórias dos povos indígenas, Daniel Munduruku é reconhecido internacionalmente por representar a cultura dos povos indígenas, mostrando a criatividade e a diversidade da nossa formação histórica e cultural, como um agente fundamental de transformação.

“Escrevo para as crianças perceberem que os povos indígenas foram importantes para a construção da nossa identidade nacional. Tive a alegria de conquistar por duas vezes o Jabuti, Prêmio de literatura mais cobiçado pelos escritores brasileiros, mas posso dizer, com certeza, que o que mais me orgulha, é ter nascido Munduruku!”, conta Daniel.

Dia Internacional dos Povos Indígenas

A homenagem do Fliv ao Daniel Munduruku faz jus também ao Dia Internacional dos Povos Indígenas, comemorado neste dia 9 de agosto. A data criada em 1995, busca garantir autodeterminação e os direitos humanos às diversas etnias indígenas do planeta. O homenageado é defensor da luta pelos direitos do povo indígena.

Formado em filosofia, história e psicologia, Daniel é um importante ativista da cultura dos povos originários, expressa e representa a criatividade e a diversidade da nossa formação histórica e cultural, como um agente fundamental de transformação.

No Fliv, Daniel Munduruku vai participar de bate-papo sobre a literatura no dia 15 de agosto (segunda-feira) às 10h e também às 19h30. 

O escritor

Daniel Munduruku é um escritor e professor. Nascido em Belém, PA, pertence à etnia indígena Munduruku. Formado em Filosofia, com licenciatura em História e Psicologia, lecionou durante dez anos e atuou como educador social de rua pela Pastoral do Menor de São Paulo. Esteve em vários países da Europa, participando de conferências e ministrando oficinas culturais para crianças.

Autor de mais de 50 livros como “Histórias de índio, coisas de índio” e “As serpentes que roubaram a noite” e “Meu avô Apolinário” que foi escolhido pela Unesco para receber Menção honrosa no Prêmio Literatura para crianças e Jovens na questão da tolerância. O escrito participa ativamente de palestras e seminários destacando o papel da cultura indígena na formação da sociedade brasileira.

O Fliv

O Festival Literário de Votuporanga é um evento da Prefeitura de Votuporanga com apoio do Governo do Estado, Secretaria de Cultura e Economia Criativa, por meio do Programa de Ação Cultural - Proac São Paulo. Tem o suporte da Amigos da Arte e Circuito SP; colaboração Poiesis, Casa das Rosas e Pontos MIS; promoção da TV TEM; e patrocínio da Unifev, Proença Supermercados, LA Hotel, Senac, Starb, Porecatu, Cantoia Figueredo, Flash Net, Converd, Marão Corretora de Seguros, Alvorada e Stage Model. Em 2021, o Fliv recebeu o Prêmio Governador do Estado de São Paulo para as Artes, após disputar com eventos na categoria Livro, Leitura e Bibliotecas.

A história de 11 anos de realização do Fliv começou com a Feira do Livro de Votuporanga, em 2006. Em 2011, o evento ganha nova roupagem e passa a ser chamado Fliv - Festival Literário de Votuporanga. A partir daí se consolida como um dos maiores eventos multiculturais do Estado, reunindo diversas atividades inteiramente gratuitas, ligadas à literatura, às artes e à cultura. Sua missão principal é formar leitores desde a primeira infância.

04/08/22

Fliv abre inscrições para caravanas escolares

O Festival Literário de Votuporanga - Fliv apresenta na edição de 2022 uma programação especial para crianças e adolescentes com atrações indicadas para público desde a primeira infância, adolescentes e jovens. Para programar as visitas, foram abertas inscrições para escolas de Votuporanga e de outros municípios da região.

Os grupos poderão se cadastrar para as ações realizadas de 15 a 19 de agosto. Além das atividades, as crianças vão poder embarcar em um passeio de trenzinho.

Para receber as crianças, o festival vai contar com a “Estação Flivinho” um espaço temático, que será montado no Assary Clube de Campo, com apresentações teatrais, musicais e contação de história. Conforme explica a arquiteta responsável pela estruturação, Maria Julia Barbieri Eichemberg, o ambiente foi pensado com uma estética divertida e colorida, tendo como a principal referência o “Tangram”, um quebra-cabeças chinês que estimula a construção e, consequentemente, a criação de significado para as coisas. “A linha principal partirá de um alfabeto lúdico, cheio de pequenos elementos que criam palavras, formando uma série de entendimentos, transformando a leitura e estimulando a criatividade”, conta Julia, que também é professora da Unifev, uma das apoiadoras do evento.

O 12º Fliv será realizado de 13 a 21 de agosto e vai oferecer centenas de atividades culturais gratuitas. Entre as atrações estão rodas de bate-papo com escritores, palestras, oficinas criativas, exposições, sessões de cinema, espetáculos teatrais, de dança e muita música.

Depois de dois anos com edições on-line, por causa da pandemia, a edição de 2022 volta no formato presencial e celebra a importância da leitura para as crianças. “Tudo a nossa volta será motivo de celebrar: as cores do céu, as histórias, a música, o circo, o teatro e a leitura. Tudo conduzido pelos sorrisos de nossas crianças. Coloque na mochila e nos bolsos esperança de dias incríveis, uma salpicada de aventura, muitas colheres de diversão e abraços de montão!”, antecipou Janine Rodrigues, escritora, educadora e curadora do Fliv.

Para agendar a visita de caravanas escolares basta entrar em contato com a Secretaria de Cultura pelo telefone: (17) 3405- 9670 – ramal 210.

O Fliv

O Festival Literário de Votuporanga é um evento da Prefeitura de Votuporanga com apoio do Governo do Estado, Secretaria de Cultura e Economia Criativa, por meio do Programa de Ação Cultural - Proac São Paulo, sob o suporte da Amigos da Arte, promoção da TV TEM,  patrocínio da Unifev, Proença Supermercados, LA Hotel, Senac, Starb, Porecatu, Cantoia Figueredo, Flash Net, Marão Corretora de Seguros, Alvorada e Stage Model. Em 2021, o Fliv recebeu o Prêmio Governador do Estado de São Paulo para as Artes, após disputar com eventos na categoria Livro, Leitura e Bibliotecas.

A história de 11 anos de realização do Fliv começou com a Feira do Livro de Votuporanga, em 2006. Em 2011, o evento ganha nova roupagem e passa a ser chamado Fliv - Festival Literário de Votuporanga. A partir daí se consolida como um dos maiores eventos multiculturais do Estado, reunindo diversas atividades inteiramente gratuitas, ligadas à literatura, às artes e à cultura. Sua missão principal é formar leitores desde a primeira infância.

03/08/22

Começa montagem da estrutura para Fliv 2022

De 13 a 21 de agosto, o Parque da Cultura de Votuporanga será palco de um dos maiores eventos multiculturais do Estado. O espaço, que tem mais de 100 mil m², começou a receber a estrutura nesta quarta-feira (3/8) para sediar a maior edição dos 12 anos do Festival Literário de Votuporanga – Fliv. Por conta da montagem, parte da avenida Ângelo Bimbato passa a ser interditada (entre o Santa Fé e a marginal).  

A arquiteta responsável pela estruturação, Maria Julia Barbieri Eichemberg, explica que serão mais de 10 espaços batizados com nomes específicos e decorados para sediar as atividades. “É um período em que o festival se apropria do Parque, transformando o local num espaço literário de muita cultura e entretenimento. Todo visitante será levado para uma imersão no universo das palavras e das artes”, conta. 

Dentro do prédio do Centro de Cultura e Turismo “Marão Abdo Alfagali” serão preparados os espaços do Museu, Biblioteca, auditórios, varandas, salas diversas para grande parte da programação como exposições de fotos, sessões de cinema, oficinas de artesanato e bate-papo com escritores. 

Na parte externa, próximo à avenida Ângelo Bimbato, serão montadas grandes tendas de 200 m² chamadas de Território Livre e Galpão Literário para livrarias e também o Food Parque, como praça de alimentação. Nas quadras de areia serão exibidos filmes pelo Ponto MIS no chamado “Cine Praia”. A montagem ainda trará espaços de leitura e piquenique.

Do outro lado do parque, próximo à avenida Francisco Ramalho de Mendonça, será montado o Rolezim para saraus culturais, baladinhas literárias com DJs e músicos. 

Os shows principais, como o de Maria Rita e Tiê, serão no palco principal, montado às margens da represa. 
As atividades do Fliv começam na noite de sábado com abertura oficial e show de Maria Rita e seguem pelos demais dias das 8h até próximo das 23h com contações de histórias; saraus; atividades com crianças, jovens e terceira idade; aulas de dança e de capoeira; oficinas de artesanato e textos; aulas de instrumentos; intervenções de dança e teatro; exposições fotográficas; espetáculos; shows musicais e muito mais. 

A expectativa é atrair visitantes de toda a região ao longo dos nove dias de evento. “Esperamos centenas de pessoas vindas de todo o interior paulista, inclusive caravanas de escolas que já estamos agendando. O Parque da Cultura será nosso principal palco, e preparamos esse espaço temático e lúdico, especialmente para nossas crianças”, destacou Janaína Silva, Secretária de Cultura e Turismo de Votuporanga.

Estação Flivinho
O Fliv terá, neste ano, uma extensão do seu espaço. A Estação Flivinho será montada no salão social do Assary Clube de Campo, em frente ao Parque para receber as atividades com as crianças que virão de caravanas escolares. A partir de lá, um trenzinho estará disponível para passear com os grupos pelo Parque. 

Conforme explica a arquiteta responsável pela estruturação, Maria Julia Barbieri Eichemberg, o ambiente foi pensado com uma estética divertida e colorida, tendo como a principal referência o “Tangram”, um quebra-cabeças chinês que estimula a construção e, consequentemente, a criação de significado para as coisas. “A linha principal partirá de um alfabeto lúdico, cheio de pequenos elementos que criam palavras, formando uma série de entendimentos, transformando a leitura e estimulando a criatividade”, conta Julia, que também é professora da Unifev, uma das apoiadoras do evento. A identidade visual tem a parceria e criação do Clan, agência de marketing de Votuporanga. 

O Fliv
O Festival Literário de Votuporanga é um evento da Prefeitura de Votuporanga com apoio do Governo do Estado, Secretaria de Cultura e Economia Criativa, por meio do Programa de Ação Cultural - Proac São Paulo, sob o suporte da Amigos da Arte, promoção da TV TEM,  patrocínio da Unifev, Proença Supermercados, LA Hotel, Senac, Starb, Porecatu, Cantoia Figueredo, Flash Net, Converd, Marão Corretora de Seguros, Alvorada e Stage Model. Em 2021, o Fliv recebeu o Prêmio Governador do Estado de São Paulo para as Artes, após disputar com eventos na categoria Livro, Leitura e Bibliotecas.

A história de 11 anos de realização do Fliv começou com a Feira do Livro de Votuporanga, em 2006. Em 2011, o evento ganha nova roupagem e passa a ser chamado Fliv - Festival Literário de Votuporanga. A partir daí se consolida como um dos maiores eventos multiculturais do Estado, reunindo diversas atividades inteiramente gratuitas, ligadas à literatura, às artes e à cultura. Sua missão principal é formar leitores desde a primeira infância.