NOVIDADES

25/10/19

Cantores de Votuporanga e região agitam final de semana do FLIV

A música está presente em todos os dias do Festival Literário de Votuporanga – Fliv, por meio dos Saraus Culturais que têm acontecido ao longo da semana no palco do “Vasto Mundo – Galpão Principal”. Desta sexta-feira até domingo, animam o espaço as bandas SP 520, Amadeu Álamo, Pano pra Manga e a cantora Sarah Celi.

Nesta sexta-feira (25/10), o show é da banda votuporanguense “SP 520”, formada por cinco integrantes, com influências em Linkin Park, 30 Seconds to Mars, U2, CPM22 e outras. No repertório, várias músicas autorais e interpretações não autorais diversificadas.

No sábado (26/10), o Sarau Cultural terá dobradinha de apresentações. Às 21h40, sobe no palco do “Vasto Mundo”, Sarah Celi, com pop-rock nacional, anos 90, MPB e músicas francesas. Na sequência, Amadeu Álamo e Banda, que promete proporcionar um ambiente alternativo e agradável com o melhor do rock.

Quem encerra a programação do Fliv, é a banda “Banda Pano Pra Manga”, no domingo (27). Pensado em passagens culturais históricas, o sarau cultural com a “Pano Pra Manga” não fará somente um show, mas também contará uma história de forma musicada, a partir da influência que a literatura tem na vida cotidiana. Eles apresentarão uma linha do tempo que começa nos anos 60 e termina nos auges da contemporaneidade da música brasileira.

A programação completa está disponível no site www.flivotuporanga.com.br

FLIV 2019

O 9º Festival Literário de Votuporanga – FLIV 2019 começou no dia 19 e segue até 27 de outubro com mais de 450 atividades gratuitas, numa realização do Ministério da Cidadania, Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa e Prefeitura de Votuporanga. Recebe o apoio da Lei de Incentivo à Cultura e do Programa de Ação Cultural - PROAC. Tem o patrocínio das empresas Sabesp, Ambev e Facchini e o Co-Patrocínio da Levity, Unifev e Itamarati. As empresas apoiadoras do FLIV são Cantoia Figueiredo, Básica, Porecatu Supermercados, Converd, Fiorilli Software, BIM Ferro Velho São Paulo e Kopenhagen. Conta com a colaboração da Casa das Rosas, Pontos MIS e SP Leituras, a promoção da TV TEM e execução da Associação Paulista de Amigos da Arte – APAA. Acompanhe mais informações em www.flivotuporanga.com.br ou nas redes sociais @flivotuporanga

24/10/19

FLIV tem intérprete de Libras em atividades

Despertar o interesse pela literatura e a cultura está entre os objetivos do Festival Literário de Votuporanga – FLIV, que este ano tem intérprete de Libras para diversas atividades. A inclusão busca dar mais acessibilidade à comunidade surda em um dos maiores eventos multiculturais do País, que segue com programação até domingo (27/10).

Nesta sexta-feira (25/10), a tradução em Libras será feita por Gabriela de Carvalho e Lilian Merez Remamaschi Ferrarezi na contação de histórias, com Aline Botelho, às 15h e 16h. No sábado (26/10), nos espetáculos “Loucas Mulheres”, com Zilda Arali, às 17h30, no Auditório Externo – 1º Piso; e também às 20h30, no “Outros Cantos – Palco Principal”, no espetáculo “Oi Lá, Inezita”, com a Cia. Cênica.

“O Festival Literário de Votuporanga tem ganhado cada vez mais expressão nacional e, incluir intérprete de Libras, permite que cada vez mais pessoas possam usufruir da programação pensada para os nove dias”, destacou Silvia Stipp, secretária de Cultura e Turismo de Votuporanga.

A programação completa do FLIV está disponível no site www.flivotuporanga.com.br  

FLIV 2019

O 9º Festival Literário de Votuporanga – FLIV 2019 começou dia 19 e segue até 27 de outubro com mais de 450 atividades gratuitas, numa realização do Ministério da Cidadania, Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa e Prefeitura de Votuporanga. Recebe o apoio da Lei de Incentivo à Cultura e do Programa de Ação Cultural - PROAC. Tem o patrocínio das empresas Sabesp, Ambev e Facchini e o Co-Patrocínio da Levity, Unifev e Itamarati. As empresas apoiadoras do FLIV são Cantoia Figueiredo, Básica, Porecatu Supermercados, Converd, Fiorilli Software, BIM Ferro Velho São Paulo e Kopenhagen. Conta com a colaboração da Casa das Rosas, Pontos MIS e SP Leituras, a promoção da TV TEM e execução da Associação Paulista de Amigos da Arte – APAA. Acompanhe mais informações em www.flivotuporanga.com.br ou nas redes sociais @flivotuporanga

24/10/19

Cantor da trilha de “Éramos seis” faz show no Fliv, nesta 6ª feira

O palco “Outros Cantos” do Festival Literário de Votuporanga – Fliv segue recebendo grandes nomes da Música Popular Brasileira - MPB, nesta sexta-feira (25/10). O show de Rubel, um dos principais nomes da nova Música Popular Brasileira, será às 21h. A programação de um dos maiores eventos multiculturais do País segue até domingo (27/10), no Parque da Cultura “Profª Adoração Esteves Garcia Hernandez”.

No Fliv, Rubel fará o show da turnê de 2019, que contempla seus dois discos completos, “Casas” e “Pearl”, no formato voz e violão. No repertório, as novas canções “Partilhar”, “Mantra” e “Colégio”, além dos sucessos “O velho e o mar” e “Quando bate aquela saudade”.

Rubel tem ganhado cada vez mais destaque no cenário da música no País. Recentemente, foi convidado pela rede Globo de televisão para regravar a música “Ontem ao luar” para a trilha sonora da novela “Éramos seis”. A canção teve a melodia criada em 1907 pelo compositor e flautista Pedro de Alcântara (1866 – 1929), com o título original de Choro e poesia. Já a letra foi escrita posteriormente em 1913, pelo compositor e poeta maranhense Catulo da Paixão Cearense (1863 – 1946).

Em 2018, Rubel foi indicado ao Grammy Latino na categoria melhor disco de rock ou música latina em Português, pelo disco “Casas” (Dorileo/Natura Musical); fez shows em 65 shows em 51 cidades nos 7 meses posteriores ao lançamento do disco, incluindo algumas das principais casas de show e festivais dentro e fora do Brasil (Nova York e Portugal); consolidou parcerias com os rappers Emicida e Rincon Sapiência; teve duas músicas em trilhas de novelas da Globo (Onde Nascem os Fortes e Malhação); e foi capa da revista GQ ao lado de Zeca Veloso.

O cantor, compositor e cineasta do Rio de Janeiro, hoje com dois álbuns no currículo, tornou-se um dos mais requisitados e respeitados da nova música brasileira, sendo executado nas rádios de maior prestígio e conquistando críticas positivas nos principais veículos do país, além de ultrapassar a marca de 30 milhões de visualizações com o clipe da canção “Quando Bate Aquela Saudade”.

Oficinas e sarau

Nesta sexta-feira (25/10), a programação do Festival Literário de Votuporanga – Fliv começa às 7h30 e segue até às 22h. O dia será marcado pelas exposições “Retrospectiva Natanael Longo”, “Poesia de Ver” e “Litterarum Amor”, oficinas, contações de histórias e parada poética. A programação também inclui bate-papo com os escritores Rodrigo Ciríaco e a homenageada infantojuventil do evento, Paula Pimenta, além de plantação de árvores e atividades da Unifev.

A contação de histórias com Aline Botelho, das 15h e 16h, terá tradução em Libras. Uma das novidades deste ano, é que o Festival conta com intérprete de Libras para diversas atividades, proporcionando acessibilidade à comunidade surda.

Para encerrar a programação do dia, às 22h, tem Sarau Cultural com a banda “SP 520”. O grupo votuporanguense de rock é formada por cinco integrantes, com influências em Linkin Park, 30 Seconds to Mars, U2, CPM22 e outras. No repertório, várias músicas autorais e interpretações não autorais diversificadas.

Bate-papo com escritores

O sétimo dia do Fliv terá dois encontros com escritores reconhecidos nacionalmente. Às 13h30, no Cinema Cultural, o bate-papo será com Rodrigo Ciríaco. Educador, escritor e produtor cultural, Ciríaco participa há mais de 13 anos do movimento de saraus e slams, na cidade de São Paulo. É organizador do Sarau dos Mesquiteiros, Slam Rachão Poético e da coleção “Pode Pá Que É Nóis Que Tá”, referência na publicação de jovens e adolescentes.

Já, às 19h30, no Centro de Convenções “Jornalista Nelson Camargo”, o bate-papo será com a escritora homenageada da nona edição do Festival Literário de Votuporanga, Paula Pimenta. Considerada fenômeno da literatura infantojuvenil, já escreveu mais de 20 títulos e alcançou uma marca superior a 1,6 milhão de exemplares vendidos, com obras publicadas em países como Espanha, Itália, Portugal e em toda a América Latina.

FLIV 2019

O 9º Festival Literário de Votuporanga – FLIV 2019 começou no dia 19 de outubro e segue até o dia 27 de outubro com mais de 450 atividades gratuitas, numa realização do Ministério da Cidadania, Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa e Prefeitura de Votuporanga. Recebe o apoio da Lei de Incentivo à Cultura e do Programa de Ação Cultural - PROAC. Tem o patrocínio das empresas Sabesp, Ambev e Facchini e o Co-Patrocínio da Levity, Unifev e Itamarati. As empresas apoiadoras do FLIV são Cantoia Figueiredo, Básica, Porecatu Supermercados, Converd, Fiorilli Software, BIM Ferro Velho São Paulo e Kopenhagen. Conta com a colaboração da Casa das Rosas, Pontos MIS e SP Leituras, a promoção da TV TEM e execução da Associação Paulista de Amigos da Arte – APAA. Acompanhe mais informações em www.flivotuporanga.com.br ou nas redes sociais @flivotuporanga

24/10/19

Fenômeno da literatura infantoJuvenil, Paula Pimenta, estará no FLIV, nesta sexta-feira

Uma das principais escritoras de literatura infantojuvenil do Brasil estará em Votuporanga nesta sexta-feira (25/10). A homenageada da nona edição do Festival Literário de Votuporanga – Fliv, Paula Pimenta, já escreveu mais de 20 títulos e alcançou uma marca superior a 1,6 milhão de exemplares vendidos, com obras publicadas em países como Espanha, Itália, Portugal e em toda a América Latina. O bate-papo será às 19h30, no Centro de Convenções “Jornalista Nelson Camargo”.

Entre as obras da escritora mineira, “Fazendo meu filme” é um best-seller que conquista cada vez mais leitores. O sucesso fez com que as aventuras da jovem Estefânia Castelino Belluz, a Fani, personagem principal do livro, virassem uma série composta por quatro títulos, que, mais tarde, ganharia também versão em HQ, um diário e uma edição especial de 10 anos.

Em 2011, o spin-off “Minha vida fora de série” mostrou aos leitores como era a vida dos já conhecidos e queridos personagens três anos antes de a história de Fazendo meu filme começar.

Mas, a trajetória de Paula Pimenta começou em 2001 com o lançamento da coletânea de poemas “Confissão”. Paula Pimenta também lançou dois livros de crônicas, seguindo uma linha mais autoral, com histórias com as quais todos se identificam, e escreveu releituras modernas para os clássicos “Cinderela”, “A Bela Adormecida” e “A Pequena Sereia”, trazendo os famosos contos de fada para os dias atuais.

A literatura faz parte da vida de Paula Pimenta desde criança. O gosto pela leitura levou anos mais tarde a torna-se uma das principais escritoras infantojuvenil do Brasil. Formada em Publicidade e Propaganda, Paula Pimenta também fez curso de escrita criativa na Inglaterra, onde terminou de escrever “Fazendo Meu Filme”. Recentemente, ela também revelou a imprensa que pensa em também a escrever para adultos, atendendo a um pedido dos adolescentes que estão crescendo e ainda se mantêm interessados em suas obras.

Homenageada do FLIV

Além de ser a maior edição da história do Festival Literário de Votuporanga, este ano o evento está homenageando duas escritoras. Paula Pimenta é a homenageada da literatura infantojuvenil. Trechos de suas obras chamam a atenção do público, que visitam o 1º piso do Centro de Informações Culturais e Turísticas “Marão Abdo Alfagali”.

“Paula Pimenta é um dos principais nomes da literatura brasileira e com destaque também em outros países. A escolha de seu nome para ser homenageada no Festival parte da iniciativa que ela tem buscado cada vez mais disseminar o interesse pela leitura e escrita entre as crianças e os jovens”, destacou Silvia Stipp, secretária de Cultura e Turismo de Votuporanga.

FLIV 2019

O 9º Festival Literário de Votuporanga – FLIV 2019 começou no dia 19 de outubro e segue até o dia 27 de outubro com mais de 450 atividades gratuitas, numa realização do Ministério da Cidadania, Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa e Prefeitura de Votuporanga. Recebe o apoio da Lei de Incentivo à Cultura e do Programa de Ação Cultural - PROAC. Tem o patrocínio das empresas Sabesp, Ambev e Facchini e o Co-Patrocínio da Levity, Unifev e Itamarati. As empresas apoiadoras do FLIV são Cantoia Figueiredo, Básica, Porecatu Supermercados, Converd, Fiorilli Software, BIM Ferro Velho São Paulo e Kopenhagen. Conta com a colaboração da Casa das Rosas, Pontos MIS e SP Leituras, a promoção da TV TEM e execução da Associação Paulista de Amigos da Arte – APAA. Acompanhe mais informações em www.flivotuporanga.com.br ou nas redes sociais @flivotuporanga

23/10/19

Programação FLIV: HQ é um dos destaques desta quinta-feira

Centenas de pessoas já passaram pelo Parque da Cultura "Profª Adoração Esteves Garcia Hernandez", nos últimos cinco dias. O Festival Literário de Votuporanga – Fliv segue com a maior programação da história, até domingo (27/10). Nesta quinta-feira (24/10), diversas atividades movimentarão o evento, entre elas a apresentação do Grupo de Referência S. J. do Rio Preto de Cordas Friccionadas do Projeto Guri e o bate-papo com o escritor Thiago Souto.

O Grupo de Referência S. J. do Rio Preto de Cordas Friccionadas do Projeto Guri é um dos 13 grupos musicais formados por adolescentes e jovens em estágio avançado de aprendizagem. A camerata é composta por violino, viola, violoncelo e contrabaixo. O grupo traz um repertório diversificado com maior destaque em peças eruditas de diversos períodos da história da música. A apresentação será às 18h30, no Auditório Externo – 1º Piso do Centro de Informações Culturais e Turísticas “Marão Abdo Alfagali”.

Logo na sequência, às 19h30, no Cinema Cultura, tem bate-papo com o escritor Thiago Souto. A mediação será feita pelo curado do Fliv, Pierre André Ruprecht. Thiago Souto é autor de histórias em quadrinhos desde 2013. Ilustrador e designer gráfico, teve sua primeira HQ impressa na coletânea experimental Supernova (independente). Depois foi a vez da ficção científica Mikrokosmos (independente), pela qual foi indicado ao prêmio HQMIX 2015 na categoria Novo Talento Desenhista. Seu projeto seguinte foi “Time Lapse”, quinto número da série Ugritos, do selo Ugra Press. Em 2017, ele foi aclamado por seu trabalho na fantasia “Labirinto” (Mino), vencedora do prêmio Ângelo Agostini na categoria Lançamento do Ano e indicada ao prêmio HQMIX 2018 em quatro categorias: Edição Especial, Arte Finalista, Colorista e Desenhista. Lançou na CCXP de 2018 a hq “Por Muito Tempo Tentei me Convencer de que te Amava” (Balão Editoria), onde narra sua relação de amor e ódio com a cidade de São Paulo durante um passeio pela avenida Paulista. A classificação é livre.

Na quinta-feira, Thiago Souto também ministrará oficinas no Festival Literário de Votuporanga. Às 9h30 e às 14h, na Biblioteca Municipal “Castro Alves”, o público será incentivado a criar as suas próprias histórias, na “HQ - Oficina de Quadrinho”. Na sexta-feira (25/10), o encontro será às 9h.

O curso de fisioterapia da Unifev fará às 15h, na Varanda Cultural, uma intervenção para idosos, com a prática de exercícios físicos, já às 19 horas, no Parque Cultural, a “Ginástica Laboral”. A graduação de psicologia, tem oficina de competências socioemocionais para crianças, a partir das 19h30, no "Outro Mundo - Galpão Ramal".

Outras atividades

Diversas oficinas e contações de histórias acontecem, simultaneamente, nos 17 espaços preparados para o Festival Literário de Votuporanga. Além da Parada Poética, com Renan Inquérito, o público poderá participar, por exemplo, da oficina de youtube e podcast, e da “Vivência em Terapia do Som”, que busca gerar o relaxamento, melhorar o estado de clareza e o autocuidado. São mais de 55 atividades.

As apresentações musicais serão comandadas pelo Coral Canto Livre com o espetáculo “Daqui só se leva o amor”, da Secretaria de Cultura e Turismo de Votuporanga, às 21h, no “Outros Cantos – Palco Principal”. Já às 22 horas, o sarau cultural será com Gustavo Sanches, no “Vasto Mundo – Galpão Principal”. 

22/10/19

Renan Inquérito e cartunista Caco Galhardo nesta 4ª feira

Crianças, jovens e idosos de escolas e entidades de Votuporanga e região já participaram do 9º Festival Literário de Votuporanga – Fliv. Nesta quarta-feira (23/10), o público terá cerca de 60 atividades que acontecerão, a partir das 7h30, em 17 espaços preparados no Parque da Cultura Profª Adoração Esteves Garcia Hernandez para um dos maiores eventos multiculturais do País.
 
O dia será marcado por oficinas, contações de histórias, exposições, filme, entre outras atividades. No “Mundo Encantado – Primeiríssima Infância”, às 13h, o aleitamento materno será incentivado pelo Mamaço, com Karen Fernanda B. Garcia, pela Secretaria da Saúde de Votuporanga. “Economia Criativa” é o tema do encontro às 16h, no Cinema Cultural, com o intuito de promover o setor artístico e de eventos através da criatividade.
 
Atividades das graduações da Unifev também continuam movimentando o Fliv. A partir das 19h, no Parque da Cultura, tem “Fisioterapia e Ginástica Laboral”, com o curso de Fisioterapia do Centro Universitário de Votuporanga.
 
Renan Inquérito
 
Um dos grandes destaques do Festival Literário de Votuporanga chega nesta quarta-feira (23/10). Renan Inquérito fará a Parada Poética às 10h e às 16h, no “Outro Mundo – Galpão Ramal”. Realizado mensalmente, o sarau será reproduzido no Fliv, promovendo um intercâmbio entre os escritores e o público. Existe apenas uma regra: ouvidos inclinados à poesia. Por isso, os encontros proporcionam microfone aberto para a contação de histórias e poemas, celebrando a oralidade. A proposta é apresentar a literatura como algo acessível a todos.
 
Bate-papo com o cartunista Caco Galhardo
 

Uma das mais importantes referências de HQ no Brasil conversará com leitores nesta quarta-feira (23/10), às 19h30, no Cinema Cultural. Caco Galhardo está participando do Fliv com oficinas que ensinam técnicas de desenvolvimento de desenho em quadrinhos.
 
O cartunista e roteirista paulistano Caco Galhardo tem uma tira diária na Folha de S. Paulo, dez livros publicados e colaborações para publicações como Piauí e The Economist. Alguns de seus personagens já viraram animações no canal Cartoon Network e sua personagem Lili A EX foi adaptada para uma premiada série de ficção no canal GNT. Também escreve para cinema (longa-metragem Mulheres Alteradas) e teatro, com três peças montadas entre 2010 e 2017. Sua adaptação de clássico para quadrinhos, Dom Quixote Volume 2, foi um dos finalistas do Prêmio Jabuti 2014, na categoria ilustração.
 
Lançamento de livro
 
O Festival Literário de Votuporanga é um dos grandes incentivadores dos escritores regionais, que encontram no evento espaço para divulgar e lançar suas obras. Nesta quarta-feira (23/10), às 14h30, no Cinema Cultural, Maria Neiva de Lima Pedroso lançará o livro “Trilhas”. Desde 1961, Maria Neiva mora em Votuporanga, onde foi professora primária no CEM “Deputado Narciso Pieroni”. Foi o nascimento dos três bisnetos, em 2017, que motivou a professora aposentada a escrever essa história infantil, uma ficção composta por encantos e por lembranças ressignificadas de sua própria infância.
 
Espetáculos
 
O primeiro espetáculo teatral do dia será às 15h, no Centro de Convenções “Jornalista Nelson Camargo”, com “Morte e Vida Severina”. O texto do poeta modernista João Cabral de Melo Neto, foi escrito entre 1954 e 1955 e tornou-se um clássico da literatura brasileira. A trama conta a história de Severino, um retirante que sai do sertão em busca de melhores condições de sobrevivência, em um espaço onde a seca não comprometa tanto a vida. No Fliv, ela será encenada com música ao vivo por 30 alunos do 3º ano do curso Técnico Integrado ao Ensino Médio do Instituto Federal, que se desdobram entre os personagens, retratando os vários severinos que compõem o cenário do nordeste brasileiro.
 
Já às 18h30, “Viagem das Sensações”, encenada pela Cia. Teatro de Maria é a atração do Fliv, no Auditório Externo – 1º Piso. A Brisa, por ser uma menina muito insatisfeita com sua condição de ar, resolve procurar uma cor. Nessa aventura, encontra alguns personagens que a faz entender o quão especial ela continua a ser mesmo do seu modo. A peça incita uma reflexão sobre a condição que nos encontramos, como agir para procurar melhorias e a olhar o próximo de uma maneira reflexiva entendendo as dificuldades das vivências de cada um.
 
Shows
 
A programação desta quarta-feira será encerrada com as apresentações musicais da Banda Zequinha de Abreu, às 21h, no “Outros Cantos – Palco Principal” e, às 22h, com Monahra – Acústico 2 M’s”, no sarau que acontece todos os dias no “Vasto Mundo – Palco Principal”.
 
Confira a programação completa no site www.flivotuporanga.com.br


21/10/19

Aviso pós-tempestade

A organização do Festival Literário de Votuporanga - FLIV 2019 informa que não foi registrado nenhum acidente envolvendo visitantes no Parque da Cultura. Parte da estrutura, no entanto, foi atingida pela tempestade desta tarde e alguns galpões montados ao ar livre ficaram destruídos, assim como algumas árvores arrancadas. Vale destacar que nenhum dano foi registrado na estrutura do prédio central onde está o Centro de Informações Culturais e Turísticas contendo o auditório, cinema, biblioteca e museu e também no espaço das Livrarias e Editoras. 

Independente da situação, a programação segue até domingo, apenas com algumas alterações nas atividades previstas para os galpões externos. Enquanto nossas equipes fazem os reparos necessários nos espaços atingidos pela tempestade, as atividades ficarão concentradas no prédio do Centro de Informações Culturais e Turísticas (do lago). As livrarias e editoras manterão seus atendimentos, normalmente, no salão da avenida Ângelo Bimbato. Agradecemos a compreensão de todos e lamentamos os transtornos! Na dúvida sobre alguma atividade, procure nossos monitores espalhados pelo Parque.

21/10/19

Livrarias e editoras participam do Fliv em espaço na avenida

O estímulo à leitura é um dos objetivos do Festival Literário de Votuporanga - Fliv, que tradicionalmente conta com a participação livrarias e editoras. A novidade este ano é que a Livraria Espaço, a Saraiva e a editora Piraporando estão em novo espaço preparado para receber o público.

Para dar ainda mais conforto, elas estão no “Cantos e Contos”, na Av. Ângelo Bimbato, em anexo a megaestrutura preparada para o Festival. No espaço, quem visita o Fliv encontra centenas de títulos, de autores diversificados. Também estão disponíveis obras utilizadas em oficinas, contações de histórias, de escritores que participarão de bate-papos durante a programação, além das escritoras homenageadas Maria Valéria Rezende e Paula Pimenta.

A programação do Festival Literário de Votuporanga segue até domingo (27/10) e está disponível no site www.flivotuporanga.com.br. São mais de 450 atividades voltadas para toda a família. 

FLIV 2019

O 9º Festival Literário de Votuporanga – FLIV 2019 será realizado até o dia 27 de outubro com mais de 450 atividades gratuitas, numa realização do Ministério da Cidadania, Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa e Prefeitura de Votuporanga. Recebe o apoio da Lei de Incentivo à Cultura e do Programa de Ação Cultural - PROAC. Tem o patrocínio das empresas Sabesp, Ambev e Facchini e o Co-Patrocínio da Levity, Unifev e Itamarati. As empresas apoiadoras do FLIV são Cantoia Figueiredo, Básica, Porecatu Supermercados, Converd, Fiorilli Software, BIM Ferro Velho São Paulo e Kopenhagen. Conta com a colaboração da Casa das Rosas, Pontos MIS e SP Leituras, a promoção da TV TEM e execução da Associação Paulista de Amigos da Arte – APAA. Acompanhe mais informações em www.flivotuporanga.com.br ou nas redes sociais @flivotuporanga

21/10/19

Fliv: terça-feira terá bate-papo com escritor da Globo, Raphael Montes

O Festival Literário de Votuporanga – Fliv segue movimentando Votuporanga e região nesta terça-feira (22/10). O quarto dia da programação terá cerca de 60 atividades, incluindo artesanato, bate-papo com escritores, contação de histórias, espetáculo teatral, lançamento de livro, oficinas, sarau e show. Um dos eventos multiculturais mais importantes do País começou no sábado (19/10), com show de Paula Lima em “Soul Lee” e já atraiu centenas de pessoas para o Parque da Cultura Profª Adoração Esteves Garcia Hernandez.

Nesta terça-feira, a partir das 19h30, leitores e admiradores do trabalho de Raphael Montes poderão conversar com o advogado e escritor, na sala de Cinema Cultural do CIT. Montes teve contos publicados em diversas antalogias de mistério, como na prestigiada revista americana Ellery Queen’s Mystery Magazine. Aos 20 anos, impressionou a crítica e o público com Suicidas (ed. Benvirá), um suspense policial finalista do Prêmio Benvirá de Literatura 2010, do Prêmio Machado de Assis 2012 da Biblioteca Nacional e do prestigiado Prêmio São Paulo de Literatura 2013. Todos os seus livros tiveram os direitos de adaptação vendidos para o cinema e estão em produção. Rafael também foi colunista do jornal O Globo e apresentador do programa sobre literatura “Trilha de Letras”, na TV Brasil. Além disso, já escreveu e colaborou na construção de roteiros para cinema e TV, como para a novela “A regra do jogo” (Rede Globo), série policial “Espinosa” (GNT), série de terror “SUPERMAX” (Rede Globo) e “Praça Paris” – Longa-metragem dirigido por Lucia Murat (Roteirista).

Todos os dias, a recepção ao FLIV é feita pela Cia. Aliteatro, que torna a chegada ainda mais animada e especial. Em um ambiente imersivo e festivo, utilizando jogos, dinâmicas circenses e a musicalização, o público é levado a celebrar este grande encontro, que é o Fliv. As exposições “Retrospectiva Natal Longo”, de Natanael Longo, “Poesia de Ver”, de Ester Alkimin, e “Litterarum Amor”, de Allan Monteiro, continuam até domingo (27/10).

Contação de histórias

Crianças, adolescentes e idosos viajarão pelo mundo dos livros, com contações de histórias que acontecerão durante todo o dia. Três contos populares ganharão vida com o grupo Três Marias e Um João, que prometem envolver o público com a magia da literatura com “A festa no céu”, “O veado e a onça” e “A história mais longa do mundo”.

“São atividades para toda a família. Esta é a maior edição do Fliv de todos os tempos”, destaca a Secretária Municipal de Cultura e Turismo, Silvia Stipp. Neste ano, o Fliv homenageia duas escritoras, Maria Valéria Rezende e Paula Pimenta.

Cia. Cênica reviverá lembranças durante o Festival Literário de Votuporanga, com “Águas Nossas”. Será por meio de contação e de canções, que o público será levado a passar momentos inesquecíveis pelo quintal da memória. Já em “A história que a manhã ouviu do vento e contou ao tempo”, músicas de Caetano Veloso sobre as pessoas e os espaços ajudarão a refletir sobre a relação de amor que há entre o dia e a noite, claro e escuro, frio e calor, fora e dentro, sol e lua.

Idealizado por Dani Ribeiro, o projeto EntreContos propõe ao público uma viagem interativa para dentro de “Nós”. A atração é uma união de histórias que tratam do bem viver e a ressignificação de nossas próprias origens.

Espetáculo Teatral

Em “Uma fada às avessas”, as crianças serão levadas para um mundo encantado. Copo-de-leite é uma fada aprendiz, que para se tornar Fada Madrinha – e pagar as contas – precisará somar pontos no currículo com diversos trabalhos, onde entrará em algumas furadas. É encarando um bico como fada do dente que a desajeitada fadinha passará por poucas e boas, tudo para garantir o aluguel do mês. A apresentação será às 18h30, no Auditório Externo – 1º piso do Centro de Informações Culturais e Turísticas “Marão Abdo Alfagali”.

Lançamento de livro

A história de Votuporanga é contada de uma maneira divertida e ilustrada no livro “A história de Votuporanga para crianças”, que será lançado nesta terça-feira (22/10), às 13h30, na sala de Cinema Cultural. A produção foi realizada pelo ProAC Município Votuporanga, financiado pelo governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, e a Prefeitura de Votuporanga, por meio da Secretaria da Cultura e Turismo.

Oficinas

As oficinas do Fliv tradicionalmente contribuem para que o público aprenda novas atividades e desenvolva diversas habilidades. Neste ano, a programação conta com opções variadas, como xadrez, artesanato, musicalidade brincante e possibilidades sonoras, além de Amostra de Boardgames, Fireside de Hearthstone (Taverna das Lendas), aula livre de danças urbanas, ballet aéreo, yoga, slackline, dança de salão, capoeira kids e projeto “Rindo à Toa”. No “Mundo Encantado – Primeiríssima Infância” terá oficina de fantoches.

Com Marilene Pacheco, em “Brincando com as palavras”, a oficina busca estimular o hábito da leitura e da escrita através da poética apresentada de forma lúdica. O “Grupo Poder do Crochê” também estará no Festival.

Outros destaques desta edição do Festival estão sendo as oficinas de HQ e Maker. Às 9h, o cartunista Caco Galhardo abordará a produção de charges e cartuns. Às 14h, a oficina será de produção de tiras.

Nesta terça-feira (22/10), às 9h, a atividade Maker será de Internet das Coisas – conceito de programação básica, que propõe atividade de mão na massa focada na construção de protótipos da chamada Internet das Coisas. Já às 14h, Maker – Sabre de Luz de Star Wars – conceito de introdução elétrica, onde as crianças poderão aprender sobre o funcionamento de circuitos elétricos e também a construir um projeto maker no formato de um sabre de luz do filme Star Wars.

A Unifev também promoverá diversas ações. O curso de nutrição trabalhará questões relacionadas a alimentação e etiqueta à mesa. Já o curso de Medicina, “Atividade de pediatria: afogamento e ressuscitação para crianças”. Na área externa do Parque da Cultura, o público também participará da prática da atividade física para idosos, do projeto de extensão Fisioterapia Unifev/Unimed Preventiva e também da ginástica laboral.

Música

Todos os dias, apresentações musicais estão animando quem passa pelo Festival Literário de Votuporanga. O grupo “Os Sorrisos do Choro”, às 21h, por meio ProAC Município Votuporanga, estará no Auditório Externo do CIT. O grupo, fundado em 1984 pelo músico Amilar Riva, traz diversas experiências com bandolim, violão de sete cordas, cavaquinho e pandeiro. Já o “Som A3” encerra a programação do dia, às 22h, com o sarau no “Vasto Mundo – Galpão Principal”, com acústico (violão, voz e percussão) e repertório eclético como MPB, pop rock e samba.

A programação completa está disponível no site www.flivotuporanga.com.br

19/10/19

Bate-papo com Maria Valéria Rezende será nesta segunda-feira

A semana será cheia de atividades culturais e literárias para toda a região. A programação do Festival Literário de Votuporanga – Fliv segue com mais de 450 atividades até o dia 27 de outubro. Nesta segunda-feira (21/10), a programação começa às 7h30, com visitas da população, escolas e entidades. A escritora homenageada Maria Valéria Rezende conversará com leitores sobre suas obras e história com a literatura.

Entre as opções, oficinas de Xadrez, Maker, HQ, Graffiti, artesanato, Tintas de Terra, Musicalidade brincante, ballet aéreo, yoga, slackline, capoeira kids e Cartum. O publico ainda pode participar de outras atividades como Fireside de Hearthstone (Tavernas das Lendas), Amostra de Boardgames (Guerreiro Offline), bate-papo com os escritores André Cavalini e Janine Rodrigues, aulas livres de danças urbanas e de salão e do sarau “Na sombra da árvore”. A contação de histórias será com o Grupo Três Marias e Um João, Ricardo Diaz e Cia. Entre Aspas.

O espetáculo infantil “História da Mata”, com o Grupo Lugar de Ser Qualquer, será às 18h30, no Auditório Externo do Centro de Informações Culturais e Turísticas – CIT, e fará uma leitura sobre o Brasil, com uma história repleta de contos populares sobre o macaco e a onça, lendas indígenas, fábulas, os ritmos e as rimas, a fauna e a flora de cada bioma brasileiro onde vive a onça-pintada, de forma cômica, alegre e colorida.

Alunos e professores dos cursos de fisioterapia, nutrição e psicologia da Unifev farão intervenções com o público, abordando temas das áreas como fisioterapia e ginástica laboral, competências socioemocionais e alimentação.

O encerramento da programação do dia ficará por conta do Sarau Cultural com “Amilar Riva e Hèlida Rapassi”, às 21h, no Auditório Externo do CIT, e também com Sarah Celi, às 22h, no “Vasto Mundo – Galpão Principal”. A programação completa está disponível no site www.flivotuporanga.com.br.

Bate-papo com Maria Valéria Rezende

O encontro com a homenageada na nona edição do Festival Literário de Votuporanga – Fliv, Maria Valéria Rezende, será nesta segunda-feira (21/10), às 19h30, na sala de Cinema Cultural do CIT. Algumas de suas obras inspiraram a organização do Fliv para nomeação de diversos espaços que serão utilizados simultaneamente durante a programação. Trechos de seus textos também são encontrados pelo Parque da Cultura.

Maria Valéria Rezende nasceu em 1942, em Santos, SP, onde viveu até os 18 anos. Formada e Língua e Literatura Francesa, Pedagogia e mestre em Sociologia. Dedicou-se desde os anos 1960 à Educação Popular, em diferentes regiões do Brasil e no exterior, passando a trabalho por todos os continentes. Vive na Paraíba desde 1976. Às vésperas dos 60 anos, em 2001, começou a publicar literatura com a primeira versão do livro “Vasto Mundo” (Ed. Beca), reeditado em nova versão (2015, Alfaguara) traduzida e publicada na França em 2017 (Ed Anacaona).

Desde 2004 participa do Clube do Conto da Paraíba que a estimulou a continuar a escrever ficção. Seu romance “O voo da guará vermelha” (Objetiva, 2005) foi publicado em Portugal, França e duas edições em Espanha (espanhol e catalão). Ganhou um Jabuti em 2009, categoria infantil, com “No risco do caracol” (Autêntica, 2008) e em 2013, categoria juvenil, com o romance “Ouro dentro da cabeça” (Autêntica 2012). Escreve ficção, poesia e é também tradutora. Ganhou o Jabuti de melhor romance e livro do ano de ficção com “Quarenta dias” (Alfaguara, 2014). Seu romance “Outros Cantos”, ganhou o Prêmio Casa de Las Américas, Cuba, 2017. Acabou e lançar um novo romance intitulado “Carta à Rainha Louca” (Alfaguara, 2019). Participa do Movimento Mulherio das Letras.