Novidades

28/10/19

Orquestra Projeto Sinfônico encanta o público no encerramento do FLIV

Uma das riquezas musicais de Votuporanga é a Orquestra do Projeto Sinfônico da Secretaria de Cultura e Turismo de Votuporanga que reúne músicos de todas as idades e talentos regidos pelo Maestro Mazinho Sartori. Neste domingo (27/10), a apresentação do grupo esteve entre as várias atividades do Festival Literário de Votuporanga – FLIV e contou ainda com a regência dos professores Alex Massuia Júnior e Mariane Lagoin da Mata.

A Orquestra esteve no palco externo do Centro de Informações Culturais e Turísticas – CIT “Marão Abdo Alfagali” e se apresentou para uma plateia lotada. Composta por músicos convidados, alunos e professores da Escola Municipal de Artes “João Cornachione” (Oscarito), o grupo está sempre presente nas principais datas comemorativas de Votuporanga, como o aniversário da cidade e os festejos de Natal, além de preparar diversos espetáculos abertos ao público ao longo do ano. Eles executam obras do repertório erudito, clássicos populares e trilhas de cinema.

É fruto do trabalho desenvolvido pela Prefeitura no fomento a práticas culturais, formação de artistas e de público, e de incentivo às artes. A finalidade é oferecer aos músicos aprendizes um ambiente propício às experimentações de todo o conteúdo abordado em aulas teóricas e de técnicas instrumentais. 

A Escola Municipal de Artes fica na Rua São Paulo, 3546, anexa à Concha Acústica e atende pelo (17) 34224288.

28/10/19

Encerramento do FLIV é marcado por cerimônia de casamento

Após nove dias de uma intensa programação, o Festival Literário de Votuporanga – FLIV terminou neste domingo (27/10) com um momento bastante inusitado. Os artistas votuporanguenses Ticko Bboy e Vitória Gabriela Rapassi casaram-se numa cerimônia realizada por um pastor durante o pôr do sol, embaixo da árvore de corações, do Parque da Cultura. A celebração reuniu os familiares do casal e também dezenas de curiosos, visitantes do festival.

A entrada de Vitória foi acompanhada pela marcha nupcial executada em flauta pelo maestro Mazinho, da Orquestra Projeto Sinfônico da Secretaria de Cultura e Turismo.

A ideia surgiu ainda na organização do Festival Literário, quando Ticko Bboy mencionou para a secretária de Cultura e Turismo Silvia Stipp e para a diretora de Cultura Marinês Manhani de Lima que se casaria no dia 14 de dezembro (data oficial escolhida pelo casal). “Eles sempre participam do nosso festival e se dedicam muito à nossa programação. Pela dança, eles construíram essa linda história. Então, achamos muito justa e pertinente a escolha deste espaço para celebrarem o amor”, comemorou Silvia.

 Os dois estão juntos desde 2012. “Aqui tem tudo o que nós gostamos e foi lindo, realmente combinou com a nossa história”, comentou Ticko Bboy, de 37 anos, ao lado da noiva emocionada, de 25 anos de idade. Os pais de Vitória também participaram do FLIV com uma loja de decoração e presentes.

A celebração, inicialmente prevista para 14 de dezembro, será mantida com um grande evento realizado para amigos e familiares.

A maior edição da história

O Festival Literário de Votuporanga encerrou a programação neste domingo (27/10), com recorde de atividades promovidas. Durante nove dias, a programação contou com mais de 450 ações, que aconteceram em 17 espaços preparados para o evento, no Parque da Cultura “Profª Adoração Esteves Garcia Hernandez”. Centenas de pessoas, de escolas e entidades da cidade e região visitaram o evento e aproveitaram cada momento de oficinas, exposições, contações de histórias, parada poética, filmes, atividades recreativas, intervenções, espetáculos teatrais e bate-papo com escritores.

Pela primeira vez, o Festival homenageou duas escritoras. Maria Valéria Rezende, que lançou o seu primeiro livro às vésperas de completar 60 anos, participou de um bate-papo com os leitores e admiradores de suas obras, que já ganharam diversos prêmios como Jabuti e Casa de Las Américas, na segunda-feira (21/10). Alguns de seus trabalhos inspiraram nomes de espaços do evento. Já Paula Pimenta, considerada como uma das principais escritoras infantojuvenil do Brasil, esteve em Votuporanga na sexta-feira (25/10).

Durante toda a semana, o público pode conversar com escritores. Foram seis dias de bate-papo, incluindo encontros, além das escritoras homenageadas, com o cartunista Caco Galhardo, Thiago Souto, Raphael Montes e Rodrigo Ciríaco. As conversas foram mediadas pelo curador do FLIV 2019, Pierre Ruprecht. No domingo (27/10), foi a vez dos escritores de Votuporanga e região lançarem suas obras e conversar com os leitores, num encontro mediado por Reynaldo Damázio, coordenador do Centro de Apoio ao Escritor – CAE, do MuseuCasa das Rosas.

Além das contações de histórias e da atração que recebeu as crianças durante toda a semana, a programação contou com oficinas de HQ e Maker, além de artesanato, atividades recreativas, batalhas de poesias, jogos, aulas livres de dança, exposições “Breu”, “Poesia de Ver”, “Litterarum Amor” e “Retrospectiva Natanael Longo” e lançamento de livros. Alunos e professores da Unifev promoveram diversas intervenções, incluindo atividades dos cursos de arquitetura e urbanismo, fisioterapia, medicina, nutrição e psicologia.

Atrações também envolveram crianças com idades entre zero e quatro anos de idade. Entre elas, contações de histórias, oficinas de musicalidade brincante e construção de fantoche, promovidas no espaço da Primeiríssima Infância, que este ano ganhou o nome de “Mundo Encantado”.

Passaram pelo palco principal do Parque da Cultura, os cantores Paula Lima e Rubel, além do grupo de música raiz do Conservatório de Tatuí, Coral Canto Livre da Secretaria de Cultura e Turismo de Votuporanga e o espetáculo “Oi, Lá Inezita”. Todas as noites, a programação foi animada por grupos de Votuporanga, no “Sarau Cultural”, promovido no “Vasto Mundo – Galpão Principal”.

“Já estamos pensando na programação que marcará a décima edição do Festival Literário de Votuporanga, que tem entre as missões, desde o seu primeiro ano, despertar o interesse pela leitura e informação. O FLIV é destaque nacional, por conseguir abranger várias linguagens e para todas as idades”, comemorou a secretária de Cultura e Turismo de Votuporanga, Silvia Stipp.

 Heróis do FLIV

A emoção também marcou um dos dias do Festival Literário de Votuporanga, que reconheceu a boa atuação de diversos profissionais que buscaram acalmar e dar segurança para as crianças que participavam da programação do FLIV, durante o temporal que atingiu a cidade no dia 21 de outubro, com ventos que chegaram a 80 km/h.

O bombeiro Robertt Allan Moreto de Oliveira, palhaço da Cia. Aliteatro, Marinês Manhani de Lima, diretora do Departamento de Cultura, da Secretaria de Cultura e Turismo de Votuporanga, a servidora da Secretaria de Cultura e Turismo Adriana Gereiz, os artistas Ticko BBoy, Álvaro Rovares e Letícia Mirele, a servidora Maria Madalena Moreira, além de 56 professores, técnicos e estagiários da Secretaria Municipal da Educação, bombeiros, agentes de trânsito, profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – Samu e brigadistas, receberam o título de “Heróis do FLIV”.

FLIV 2019

O 9º Festival Literário de Votuporanga – FLIV 2019, de 19 a 27 de outubro, foi uma realização do Ministério da Cidadania, Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa e Prefeitura de Votuporanga. Recebe o apoio da Lei de Incentivo à Cultura e do Programa de Ação Cultural - PROAC. Tem o patrocínio das empresas Sabesp, Ambev e Facchini e o Co-Patrocínio da Levity, Unifev e Itamarati. As empresas apoiadoras do FLIV são Cantoia Figueiredo, Básica, Porecatu Supermercados, Converd, Fiorilli Software, BIM Ferro Velho São Paulo e Kopenhagen. Conta com a colaboração da Casa das Rosas, Pontos MIS e SP Leituras, a promoção da TV TEM e execução da Associação Paulista de Amigos da Arte – APAA. Acompanhe mais informações em www.flivotuporanga.com.br ou nas redes sociais @flivotuporanga

26/10/19

Último dia do FLIV tem bate-papo com escritores regionais e Orquestra Projeto Sinfônico

O domingo (27/10) deve atrair centenas de pessoas para o Parque da Cultura “Profª Adoração Esteves Garcia Hernandez”, no último dia do Festival Literário de Votuporanga - FLIV. Um dos maiores eventos multiculturais do País fecha a programação com atrações como oficinas, contações de histórias, bate-papo com escritores regionais e apresentação da Orquestra Projeto Sinfônico, da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo. 

A partir das 15h, no Cinema Cultural, quem visitar o Fliv conhecerá as obras dos escritores de Votuporanga e região. No total, 13 escritores participam, sendo Marcelo Bechara Frange (Tanabi), Marilene Pacheco Teubner (Urânia), Luciano Muchiotti (Votuporanga), Elaine Cristina Ferreira de Oliveira (Votuporanga), Ravel João da Silva Gimenes (Votuporanga), Ricardo dos Anjos (Votuporanga), Raul Marques (São José do Rio Preto), Regina Hercos (Votuporanga), Gilsa da Rocha Magri (Votuporanga), Alice Alves Rangel Lopes (Votuporanga), Tony Rocha (Votuporanga), Waliz Tomenasci (Votuporanga), Manoel Ruiz Filho (Votuporanga). A mediação será feita por Reynaldo Damazio, coordenador do Centro de Apoio ao Escritor – CAE, do Museu Casa das Rosas. 

A Orquestra Projeto Sinfônico, da Secretaria de Cultura e Turismo de Votuporanga, se apresenta no Auditório Externo – 1º Piso do Centro de Informações Culturais e Turísticas – CIT “Marão Abdo Alfagali”. A Orquestra de Câmara da Escola Municipal de Artes é um grupo voltado à prática de conjunto, como atividade curricular dos cursos oferecidos pela municipalidade através do “Projeto Sinfônico”, por meio da Secretaria da Cultura e Turismo. A finalidade é oferecer aos músicos aprendizes um ambiente propício às experimentações de todo o conteúdo abordado em aulas teóricas e de técnicas instrumentais. Sob regência do Prof.º Alex Massuia e coordenação
do Maestro Mazinho Sartori, a Orquestra executa obras do repertório erudito, clássicos populares e trilhas de cinema. 

Outras atividades

Com programação para a família toda, o FLIV começa neste domingo às 10h, com oficinas de xadrez, graffiti, artesanato, noções básicas para desenhos de livros infantis, musicalidade brincante e possibilidades sonoras, tintas de terra, urban sketchers, vivência em terapia do som, danças, relicário de memórias, ballet aéreo, yoga, slackline, capoeira kids. Entre as atividades da Primeiríssima Infância, o “Lê no Ninho”, voltado para estimular o gosto pela leitura entre crianças de seis meses a quatro anos.

Ainda terá Toca do Tabuleiro, apresentação do Kung Fu, Arte e Filosofia, pelo ProAC Município Votuporanga, e do “Movimento é de Angola – Vivenciando a Capoeira Angola”, além do show “Elas cantam elas: mulheres na música brasileira”. As contações de histórias com a Cia. Entre Aspas e a tia Stella.  

Já a Cia. Aliteatro apresenta o espetáculo “O poderoso palhaço”, às 17h, no Auditório Externo do CIT. Após o “Mafioso Pápa” passar esta para melhor, seus três “figlios” descobrem, pelo testamento, que um deles será o novo líder, para continuar o legado da “Famigli”. Assim, depois de uma incrível e divertida competição, onde a plateia será o Júri, Giuseppe, Luigi e Roberto, mostrarão todas suas qualidades ‘mafiosisticas” para conquistar o tão sonhado “Paletó”. 

O grupo, às 10h, ministrará a oficina “Palhaço para pais e filhos”. É por meio de um encontro divertido e brincante que o público estreitará e fortalecerá o vínculo afetivo entre pais e filhos. A oficina promoverá um encontro mais profundo e intenso, diferente da atualidade, onde tudo é tecnológico, superficial e que exige um retorno imediatista. Por meio da oficina, a Cia compartilha eu modo de pensar, criar e dialogar, para propiciar momentos lúdicos, de maior contato físico e emocional.

A programação completa está disponível no site www.flivotuporanga.com.br

26/10/19

Inezita Barroso será homenageada em espetáculo no FLIV

Fãs e admiradores da Inezita Barroso poderão matar um pouco da saudade da cantora, atriz e apresentadora no espetáculo “Oi Lá, Inezita”, que será apresentado neste sábado (26/10), às 20h30, no Palco Principal do Parque da Cultura dentro da programação do Festival Literário de Votuporanga – Fliv. O show é da Cia. Cênica e terá o acompanhamento de uma intérprete de Libras – Língua Brasileira de Sinais.

Além da Inezita Barroso, recriada por três atrizes, o espetáculo traz à cena alguns dos personagens que ela apresenta nas músicas que interpretou e outros, os quais poderia ter conhecido em seus encontros e viagens de pesquisa sobre nossas manifestações populares. Não se trata, portanto, de uma produção biográfica, mas de uma fábula que carrega consigo o amor de Inezita pela cultura de raiz brasileira, pelo ser caipira, e a sua luta pessoal para romper paradigmas machistas de nossa sociedade.

“A ideia de montar o espetáculo “Oi lá, Inezita” – surgida há mais de um ano – ganha força quando a companhia é homenageada pela Assembleia Legislativa de São Paulo com o Prêmio Inezita Barroso, dedicado a artistas e personalidades que contribuíram com a cultura caipira e popular em nosso Estado. O prêmio concedido pelo SESI SP por meio do Edital de Montagens Inéditas tornou isso possível. Durante 4 meses o grupo se dedicou a estudos sobre a vida e a obra desta intérprete, musicista, biblioteconomista, mãe, professora, atriz e apresentadora de vários programas de rádio e televisão, optando por mergulhar na Inezita folclorista, pesquisadora, difusora e defensora da cultura popular brasileira e, em especial, da caipira”, destacou Fagner Rodrigues, diretor da Cia. Cênica.

Outros espetáculos

Outros dois espetáculos marcam a programação do penúltimo dia do Fliv. Às 17h30, no Auditório Externo – 1º Piso do Centro de Informações Culturais e Turísticas “Marão Abdo Alfagali” - CIT, tem a apresentação da peça infantil “Loucas Mulheres”, com Zilda Arali. A história diz respeito a possibilidades de diálogo da dança com outro objeto artístico: a Literatura. Fundamenta-se na tradução da linguagem escrita para a linguagem da dança, suas singularidades e expressa movimento dramático expressivo e poético. Baseia-se nas obras de Gabriela Mistral, na investigação de elementos que possam tornar ou traduzir a escrita poética e suas imagens em movimento: ação realizada pela óptica gestual da dança. A classificação é livre e terá intérprete de Libras.

Já às 18h30 tem a estreia de “Dos Confins do Beleléu”, com Abayomi Cia. de Teatro. Na trama, Saci-Pererê é arrastado das matas pela lama dos rejeitos do rompimento da barragem. Sozinho, na cidade, encontra o Velho do Saco que vai tentar capturá-lo. A apresentação será no Cinema Cultural do CIT.

Unifev no FLIV neste sábado

A programação do Festival Literário de Votuporanga também inclui oficinas e intervenções que serão realizadas por alunos de cursos da Unifev, co-patrocinadora do evento. A instituição fará neste sábado diversos atendimentos com o “Circuito Saúde Unifev”, das 9h às 18h, entre eles testes, atividades e orientações.

Os alunos do Centro Acadêmico de Medicina abordarão a importância da prevenção do câncer de mama e de colo de útero, com yoga, zumba e orientações sobre autodefesa. A ação será no Parque da Cultura, a partir das 18 horas. Pela manhã, a partir das 10h, o grupo de Sorriterapeutas da Unifev convidará o público a participar de atividades com música e confecção de origami. Já o curso de fisioterapia promoverá a atividade de slackline às 10h e às 18h. A atividade gera o treinamento de equilíbrio corporal e práticas lúdicos para adultos e crianças. 

Oficinas e contações de histórias

O sábado (26/10) será marcado por boas histórias com as contações da tia Stella, Ricardo Diaz e Aline Botelho. Também terão oficinas de dança, artesanato, graffiti, tintas de terra, musicabilidade brincante e possibilidades sonoras, confecção de móbile de tsuru, introdução à fotografia digital, kokedama, cartum, relicário de memórias, ballet aéreo, yoga, slackline, dança de salão e capoeira kids. O público ainda pode conferir a Toca do Tabuleiro, as exposições “Retrospetiva Natanael Longo”, “Poesia de Ver”, “Litterarum Amor” e “Breu” e a apresentação “Jongo: resgatando raízes (ProAC)” e do grupo de capoeira da Secretaria de Esportes e Lazer de Votuporanga.

A programação ainda conta com o lançamento do aplicativo “Museu Virtural”, com Leandro Ferreira de Oliveira. A ferramenta que permite obter informações sobre as obras e informações do Museu Municipal “Edward Coruripe Costa”, foi desenvolvido por incentivo do ProAC Município Votuporanga.

Outras atrações do sábado serão Pedagogia dos Saraus e Sarau Resistência Periférica, com Rodrigo Ciríaco. “A presença de estado do palhaço”, com a Cia. Aliteatro, compartilhará técnicas e vivências, além da valorização e a vivência do “estar presente do palhaço”.

Primeiríssima Infância

Na primeiríssima infância, terá a oficina “Lê no Ninho”, com Letícia Fagiani e Aletéia Fagiani, às 11h e às 13h. O programa tem como objetivo fomentar o gosto pela leitura entre crianças de seis meses a 4 anos. Para isso, conta com um ingrediente-chave: o lúdico e o vínculo afetivo entre os pequenos e seus cuidadores. Assim, ao longo dos 45 minutos de duração de cada sessão, as crianças ouvem histórias, brincam e cantam em um ambiente aconchegante, tendo seus cuidadores como parceiros.

Sarau Cultural

Para encerrar a programação do sábado, o Sarau Cultural terá dobradinha entre Sarah Celi, com pop-rock nacional, anos 90, MPB e músicas francesas; e também Amadeu Álamo e Banda, que trará para o palco do “Vasto Mundo – Galpão Principal” um ambiente alternativo e agradável com o melhor do rock. As apresentações começam às 21h40, logo após o espetáculo “Oi Lá, Inezita”.

A programação completa está disponível no site www.flivotuporanga.com.br

FLIV 2019

O 9º Festival Literário de Votuporanga – FLIV 2019 começou no dia 19 e termina neste domingo (27) após mais de 450 atividades gratuitas, numa realização do Ministério da Cidadania, Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa e Prefeitura de Votuporanga. Recebe o apoio da Lei de Incentivo à Cultura e do Programa de Ação Cultural - PROAC. Tem o patrocínio das empresas Sabesp, Ambev e Facchini e o Co-Patrocínio da Levity, Unifev e Itamarati. As empresas apoiadoras do FLIV são Cantoia Figueiredo, Básica, Porecatu Supermercados, Converd, Fiorilli Software, BIM Ferro Velho São Paulo e Kopenhagen. Conta com a colaboração da Casa das Rosas, Pontos MIS e SP Leituras, a promoção da TV TEM e execução da Associação Paulista de Amigos da Arte – APAA. Acompanhe mais informações em www.flivotuporanga.com.br ou nas redes sociais @flivotuporanga

28/10/19

Organização do FLIV homenageia “heróis” do temporal que atingiu Votuporanga na segunda-feira

A atuação de diversos personagens reais do Festival Literário de Votuporanga – FLIV, durante o temporal que atingiu a cidade na tarde de segunda-feira (21/10), foi reconhecida nesta sexta-feira (25/10). A organização de um dos maiores eventos multiculturais do País preparou uma surpresa, envolvendo cada profissional que garantiu a segurança e a calma das crianças, adolescentes e adultos que participaram da programação do dia. 

A imaginação dos livros se confundiu com a realidade. No momento da ventania – que chegou a 80 km/h de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) – centenas de crianças acompanhavam a contação “Histórias de piratas em: o tesouro perdido”, com Cia. Entre Aspas. “Muitos disseram que o nosso livro era mágico e tinha trazido a chuva”, comentou os artistas Álvaro Rovares e Letícia Mirele. 

Foi neste momento que entraram em cena os “heróis” do Festival Literário de Votuporanga, entre eles o palhaço da Cia. Aliteatro, o bombeiro Robertt Allan Moreto de Oliveira. “Ele foi essencial para que fossem escolhidas as melhores medidas, com o objetivo que as crianças ficassem calmas e se sentissem protegidas”, comentou Marinês Manhani de Lima, diretora do Departamento de Cultura, da Secretaria de Cultura e Turismo de Votuporanga, que também foi reconhecida pela importante atuação. 

Além de Robertt e Marinês, também receberam o título de “Heróis do FLIV”, a servidora da Secretaria de Cultura e Turismo Adriana Gereiz, os artistas Ticko BBoy, Álvaro Rovares e Letícia Mirele, a servidora Maria Madalena Moreira, além de 56 professores, técnicos e estagiários da Secretaria Municipal da Educação, bombeiros, agentes de trânsito, profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – Samu e brigadistas. 

“O trabalho em equipe foi maravilhoso e ficamos tranquilos ao perceber todos os visitantes em segurança. Agradecemos muitíssimo a todos que contribuíram para que nenhum incidente ocorresse e que continuássemos o Fliv com a marca de excelência na programação e também na qualidade da infraestrutura, com ART e profissionais comprometidos”, finalizou Silvia Stipp, secretária de Cultura e Turismo de Votuporanga.

FLIV 2019

O 9º Festival Literário de Votuporanga – FLIV 2019 começou no dia 19 e segue até 27 de outubro com mais de 450 atividades gratuitas, numa realização do Ministério da Cidadania, Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa e Prefeitura de Votuporanga. Recebe o apoio da Lei de Incentivo à Cultura e do Programa de Ação Cultural - PROAC. Tem o patrocínio das empresas Sabesp, Ambev e Facchini e o Co-Patrocínio da Levity, Unifev e Itamarati. As empresas apoiadoras do FLIV são Cantoia Figueiredo, Básica, Porecatu Supermercados, Converd, Fiorilli Software, BIM Ferro Velho São Paulo e Kopenhagen. Conta com a colaboração da Casa das Rosas, Pontos MIS e SP Leituras, a promoção da TV TEM e execução da Associação Paulista de Amigos da Arte – APAA. Acompanhe mais informações em www.flivotuporanga.com.br ou nas redes sociais @flivotuporanga

25/10/19

Cantores de Votuporanga e região agitam final de semana do FLIV

A música está presente em todos os dias do Festival Literário de Votuporanga – Fliv, por meio dos Saraus Culturais que têm acontecido ao longo da semana no palco do “Vasto Mundo – Galpão Principal”. Desta sexta-feira até domingo, animam o espaço as bandas SP 520, Amadeu Álamo, Pano pra Manga e a cantora Sarah Celi.

Nesta sexta-feira (25/10), o show é da banda votuporanguense “SP 520”, formada por cinco integrantes, com influências em Linkin Park, 30 Seconds to Mars, U2, CPM22 e outras. No repertório, várias músicas autorais e interpretações não autorais diversificadas.

No sábado (26/10), o Sarau Cultural terá dobradinha de apresentações. Às 21h40, sobe no palco do “Vasto Mundo”, Sarah Celi, com pop-rock nacional, anos 90, MPB e músicas francesas. Na sequência, Amadeu Álamo e Banda, que promete proporcionar um ambiente alternativo e agradável com o melhor do rock.

Quem encerra a programação do Fliv, é a banda “Banda Pano Pra Manga”, no domingo (27). Pensado em passagens culturais históricas, o sarau cultural com a “Pano Pra Manga” não fará somente um show, mas também contará uma história de forma musicada, a partir da influência que a literatura tem na vida cotidiana. Eles apresentarão uma linha do tempo que começa nos anos 60 e termina nos auges da contemporaneidade da música brasileira.

A programação completa está disponível no site www.flivotuporanga.com.br

FLIV 2019

O 9º Festival Literário de Votuporanga – FLIV 2019 começou no dia 19 e segue até 27 de outubro com mais de 450 atividades gratuitas, numa realização do Ministério da Cidadania, Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa e Prefeitura de Votuporanga. Recebe o apoio da Lei de Incentivo à Cultura e do Programa de Ação Cultural - PROAC. Tem o patrocínio das empresas Sabesp, Ambev e Facchini e o Co-Patrocínio da Levity, Unifev e Itamarati. As empresas apoiadoras do FLIV são Cantoia Figueiredo, Básica, Porecatu Supermercados, Converd, Fiorilli Software, BIM Ferro Velho São Paulo e Kopenhagen. Conta com a colaboração da Casa das Rosas, Pontos MIS e SP Leituras, a promoção da TV TEM e execução da Associação Paulista de Amigos da Arte – APAA. Acompanhe mais informações em www.flivotuporanga.com.br ou nas redes sociais @flivotuporanga

24/10/19

FLIV tem intérprete de Libras em atividades

Despertar o interesse pela literatura e a cultura está entre os objetivos do Festival Literário de Votuporanga – FLIV, que este ano tem intérprete de Libras para diversas atividades. A inclusão busca dar mais acessibilidade à comunidade surda em um dos maiores eventos multiculturais do País, que segue com programação até domingo (27/10).

Nesta sexta-feira (25/10), a tradução em Libras será feita por Gabriela de Carvalho e Lilian Merez Remamaschi Ferrarezi na contação de histórias, com Aline Botelho, às 15h e 16h. No sábado (26/10), nos espetáculos “Loucas Mulheres”, com Zilda Arali, às 17h30, no Auditório Externo – 1º Piso; e também às 20h30, no “Outros Cantos – Palco Principal”, no espetáculo “Oi Lá, Inezita”, com a Cia. Cênica.

“O Festival Literário de Votuporanga tem ganhado cada vez mais expressão nacional e, incluir intérprete de Libras, permite que cada vez mais pessoas possam usufruir da programação pensada para os nove dias”, destacou Silvia Stipp, secretária de Cultura e Turismo de Votuporanga.

A programação completa do FLIV está disponível no site www.flivotuporanga.com.br  

FLIV 2019

O 9º Festival Literário de Votuporanga – FLIV 2019 começou dia 19 e segue até 27 de outubro com mais de 450 atividades gratuitas, numa realização do Ministério da Cidadania, Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa e Prefeitura de Votuporanga. Recebe o apoio da Lei de Incentivo à Cultura e do Programa de Ação Cultural - PROAC. Tem o patrocínio das empresas Sabesp, Ambev e Facchini e o Co-Patrocínio da Levity, Unifev e Itamarati. As empresas apoiadoras do FLIV são Cantoia Figueiredo, Básica, Porecatu Supermercados, Converd, Fiorilli Software, BIM Ferro Velho São Paulo e Kopenhagen. Conta com a colaboração da Casa das Rosas, Pontos MIS e SP Leituras, a promoção da TV TEM e execução da Associação Paulista de Amigos da Arte – APAA. Acompanhe mais informações em www.flivotuporanga.com.br ou nas redes sociais @flivotuporanga

24/10/19

Cantor da trilha de “Éramos seis” faz show no Fliv, nesta 6ª feira

O palco “Outros Cantos” do Festival Literário de Votuporanga – Fliv segue recebendo grandes nomes da Música Popular Brasileira - MPB, nesta sexta-feira (25/10). O show de Rubel, um dos principais nomes da nova Música Popular Brasileira, será às 21h. A programação de um dos maiores eventos multiculturais do País segue até domingo (27/10), no Parque da Cultura “Profª Adoração Esteves Garcia Hernandez”.

No Fliv, Rubel fará o show da turnê de 2019, que contempla seus dois discos completos, “Casas” e “Pearl”, no formato voz e violão. No repertório, as novas canções “Partilhar”, “Mantra” e “Colégio”, além dos sucessos “O velho e o mar” e “Quando bate aquela saudade”.

Rubel tem ganhado cada vez mais destaque no cenário da música no País. Recentemente, foi convidado pela rede Globo de televisão para regravar a música “Ontem ao luar” para a trilha sonora da novela “Éramos seis”. A canção teve a melodia criada em 1907 pelo compositor e flautista Pedro de Alcântara (1866 – 1929), com o título original de Choro e poesia. Já a letra foi escrita posteriormente em 1913, pelo compositor e poeta maranhense Catulo da Paixão Cearense (1863 – 1946).

Em 2018, Rubel foi indicado ao Grammy Latino na categoria melhor disco de rock ou música latina em Português, pelo disco “Casas” (Dorileo/Natura Musical); fez shows em 65 shows em 51 cidades nos 7 meses posteriores ao lançamento do disco, incluindo algumas das principais casas de show e festivais dentro e fora do Brasil (Nova York e Portugal); consolidou parcerias com os rappers Emicida e Rincon Sapiência; teve duas músicas em trilhas de novelas da Globo (Onde Nascem os Fortes e Malhação); e foi capa da revista GQ ao lado de Zeca Veloso.

O cantor, compositor e cineasta do Rio de Janeiro, hoje com dois álbuns no currículo, tornou-se um dos mais requisitados e respeitados da nova música brasileira, sendo executado nas rádios de maior prestígio e conquistando críticas positivas nos principais veículos do país, além de ultrapassar a marca de 30 milhões de visualizações com o clipe da canção “Quando Bate Aquela Saudade”.

Oficinas e sarau

Nesta sexta-feira (25/10), a programação do Festival Literário de Votuporanga – Fliv começa às 7h30 e segue até às 22h. O dia será marcado pelas exposições “Retrospectiva Natanael Longo”, “Poesia de Ver” e “Litterarum Amor”, oficinas, contações de histórias e parada poética. A programação também inclui bate-papo com os escritores Rodrigo Ciríaco e a homenageada infantojuventil do evento, Paula Pimenta, além de plantação de árvores e atividades da Unifev.

A contação de histórias com Aline Botelho, das 15h e 16h, terá tradução em Libras. Uma das novidades deste ano, é que o Festival conta com intérprete de Libras para diversas atividades, proporcionando acessibilidade à comunidade surda.

Para encerrar a programação do dia, às 22h, tem Sarau Cultural com a banda “SP 520”. O grupo votuporanguense de rock é formada por cinco integrantes, com influências em Linkin Park, 30 Seconds to Mars, U2, CPM22 e outras. No repertório, várias músicas autorais e interpretações não autorais diversificadas.

Bate-papo com escritores

O sétimo dia do Fliv terá dois encontros com escritores reconhecidos nacionalmente. Às 13h30, no Cinema Cultural, o bate-papo será com Rodrigo Ciríaco. Educador, escritor e produtor cultural, Ciríaco participa há mais de 13 anos do movimento de saraus e slams, na cidade de São Paulo. É organizador do Sarau dos Mesquiteiros, Slam Rachão Poético e da coleção “Pode Pá Que É Nóis Que Tá”, referência na publicação de jovens e adolescentes.

Já, às 19h30, no Centro de Convenções “Jornalista Nelson Camargo”, o bate-papo será com a escritora homenageada da nona edição do Festival Literário de Votuporanga, Paula Pimenta. Considerada fenômeno da literatura infantojuvenil, já escreveu mais de 20 títulos e alcançou uma marca superior a 1,6 milhão de exemplares vendidos, com obras publicadas em países como Espanha, Itália, Portugal e em toda a América Latina.

FLIV 2019

O 9º Festival Literário de Votuporanga – FLIV 2019 começou no dia 19 de outubro e segue até o dia 27 de outubro com mais de 450 atividades gratuitas, numa realização do Ministério da Cidadania, Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa e Prefeitura de Votuporanga. Recebe o apoio da Lei de Incentivo à Cultura e do Programa de Ação Cultural - PROAC. Tem o patrocínio das empresas Sabesp, Ambev e Facchini e o Co-Patrocínio da Levity, Unifev e Itamarati. As empresas apoiadoras do FLIV são Cantoia Figueiredo, Básica, Porecatu Supermercados, Converd, Fiorilli Software, BIM Ferro Velho São Paulo e Kopenhagen. Conta com a colaboração da Casa das Rosas, Pontos MIS e SP Leituras, a promoção da TV TEM e execução da Associação Paulista de Amigos da Arte – APAA. Acompanhe mais informações em www.flivotuporanga.com.br ou nas redes sociais @flivotuporanga

24/10/19

Fenômeno da literatura infantoJuvenil, Paula Pimenta, estará no FLIV, nesta sexta-feira

Uma das principais escritoras de literatura infantojuvenil do Brasil estará em Votuporanga nesta sexta-feira (25/10). A homenageada da nona edição do Festival Literário de Votuporanga – Fliv, Paula Pimenta, já escreveu mais de 20 títulos e alcançou uma marca superior a 1,6 milhão de exemplares vendidos, com obras publicadas em países como Espanha, Itália, Portugal e em toda a América Latina. O bate-papo será às 19h30, no Centro de Convenções “Jornalista Nelson Camargo”.

Entre as obras da escritora mineira, “Fazendo meu filme” é um best-seller que conquista cada vez mais leitores. O sucesso fez com que as aventuras da jovem Estefânia Castelino Belluz, a Fani, personagem principal do livro, virassem uma série composta por quatro títulos, que, mais tarde, ganharia também versão em HQ, um diário e uma edição especial de 10 anos.

Em 2011, o spin-off “Minha vida fora de série” mostrou aos leitores como era a vida dos já conhecidos e queridos personagens três anos antes de a história de Fazendo meu filme começar.

Mas, a trajetória de Paula Pimenta começou em 2001 com o lançamento da coletânea de poemas “Confissão”. Paula Pimenta também lançou dois livros de crônicas, seguindo uma linha mais autoral, com histórias com as quais todos se identificam, e escreveu releituras modernas para os clássicos “Cinderela”, “A Bela Adormecida” e “A Pequena Sereia”, trazendo os famosos contos de fada para os dias atuais.

A literatura faz parte da vida de Paula Pimenta desde criança. O gosto pela leitura levou anos mais tarde a torna-se uma das principais escritoras infantojuvenil do Brasil. Formada em Publicidade e Propaganda, Paula Pimenta também fez curso de escrita criativa na Inglaterra, onde terminou de escrever “Fazendo Meu Filme”. Recentemente, ela também revelou a imprensa que pensa em também a escrever para adultos, atendendo a um pedido dos adolescentes que estão crescendo e ainda se mantêm interessados em suas obras.

Homenageada do FLIV

Além de ser a maior edição da história do Festival Literário de Votuporanga, este ano o evento está homenageando duas escritoras. Paula Pimenta é a homenageada da literatura infantojuvenil. Trechos de suas obras chamam a atenção do público, que visitam o 1º piso do Centro de Informações Culturais e Turísticas “Marão Abdo Alfagali”.

“Paula Pimenta é um dos principais nomes da literatura brasileira e com destaque também em outros países. A escolha de seu nome para ser homenageada no Festival parte da iniciativa que ela tem buscado cada vez mais disseminar o interesse pela leitura e escrita entre as crianças e os jovens”, destacou Silvia Stipp, secretária de Cultura e Turismo de Votuporanga.

FLIV 2019

O 9º Festival Literário de Votuporanga – FLIV 2019 começou no dia 19 de outubro e segue até o dia 27 de outubro com mais de 450 atividades gratuitas, numa realização do Ministério da Cidadania, Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa e Prefeitura de Votuporanga. Recebe o apoio da Lei de Incentivo à Cultura e do Programa de Ação Cultural - PROAC. Tem o patrocínio das empresas Sabesp, Ambev e Facchini e o Co-Patrocínio da Levity, Unifev e Itamarati. As empresas apoiadoras do FLIV são Cantoia Figueiredo, Básica, Porecatu Supermercados, Converd, Fiorilli Software, BIM Ferro Velho São Paulo e Kopenhagen. Conta com a colaboração da Casa das Rosas, Pontos MIS e SP Leituras, a promoção da TV TEM e execução da Associação Paulista de Amigos da Arte – APAA. Acompanhe mais informações em www.flivotuporanga.com.br ou nas redes sociais @flivotuporanga

23/10/19

Programação FLIV: HQ é um dos destaques desta quinta-feira

Centenas de pessoas já passaram pelo Parque da Cultura "Profª Adoração Esteves Garcia Hernandez", nos últimos cinco dias. O Festival Literário de Votuporanga – Fliv segue com a maior programação da história, até domingo (27/10). Nesta quinta-feira (24/10), diversas atividades movimentarão o evento, entre elas a apresentação do Grupo de Referência S. J. do Rio Preto de Cordas Friccionadas do Projeto Guri e o bate-papo com o escritor Thiago Souto.

O Grupo de Referência S. J. do Rio Preto de Cordas Friccionadas do Projeto Guri é um dos 13 grupos musicais formados por adolescentes e jovens em estágio avançado de aprendizagem. A camerata é composta por violino, viola, violoncelo e contrabaixo. O grupo traz um repertório diversificado com maior destaque em peças eruditas de diversos períodos da história da música. A apresentação será às 18h30, no Auditório Externo – 1º Piso do Centro de Informações Culturais e Turísticas “Marão Abdo Alfagali”.

Logo na sequência, às 19h30, no Cinema Cultura, tem bate-papo com o escritor Thiago Souto. A mediação será feita pelo curado do Fliv, Pierre André Ruprecht. Thiago Souto é autor de histórias em quadrinhos desde 2013. Ilustrador e designer gráfico, teve sua primeira HQ impressa na coletânea experimental Supernova (independente). Depois foi a vez da ficção científica Mikrokosmos (independente), pela qual foi indicado ao prêmio HQMIX 2015 na categoria Novo Talento Desenhista. Seu projeto seguinte foi “Time Lapse”, quinto número da série Ugritos, do selo Ugra Press. Em 2017, ele foi aclamado por seu trabalho na fantasia “Labirinto” (Mino), vencedora do prêmio Ângelo Agostini na categoria Lançamento do Ano e indicada ao prêmio HQMIX 2018 em quatro categorias: Edição Especial, Arte Finalista, Colorista e Desenhista. Lançou na CCXP de 2018 a hq “Por Muito Tempo Tentei me Convencer de que te Amava” (Balão Editoria), onde narra sua relação de amor e ódio com a cidade de São Paulo durante um passeio pela avenida Paulista. A classificação é livre.

Na quinta-feira, Thiago Souto também ministrará oficinas no Festival Literário de Votuporanga. Às 9h30 e às 14h, na Biblioteca Municipal “Castro Alves”, o público será incentivado a criar as suas próprias histórias, na “HQ - Oficina de Quadrinho”. Na sexta-feira (25/10), o encontro será às 9h.

O curso de fisioterapia da Unifev fará às 15h, na Varanda Cultural, uma intervenção para idosos, com a prática de exercícios físicos, já às 19 horas, no Parque Cultural, a “Ginástica Laboral”. A graduação de psicologia, tem oficina de competências socioemocionais para crianças, a partir das 19h30, no "Outro Mundo - Galpão Ramal".

Outras atividades

Diversas oficinas e contações de histórias acontecem, simultaneamente, nos 17 espaços preparados para o Festival Literário de Votuporanga. Além da Parada Poética, com Renan Inquérito, o público poderá participar, por exemplo, da oficina de youtube e podcast, e da “Vivência em Terapia do Som”, que busca gerar o relaxamento, melhorar o estado de clareza e o autocuidado. São mais de 55 atividades.

As apresentações musicais serão comandadas pelo Coral Canto Livre com o espetáculo “Daqui só se leva o amor”, da Secretaria de Cultura e Turismo de Votuporanga, às 21h, no “Outros Cantos – Palco Principal”. Já às 22 horas, o sarau cultural será com Gustavo Sanches, no “Vasto Mundo – Galpão Principal”. 

Guia

  • Agência Bancária
  • Farmácia/Drogaria
  • Hotéis
  • Imobiliárias
  • Lanchonete
  • Pizzaria
  • Ponto de Táxi
  • Restaurante
  • Serviço Médico
  • Postos de Combustível
  • Transporte
  • Emergência