Novidades

5ª edição do FLIV foi um show de cultura e arte

A voz dos poetas, a música, as histórias dos artistas e escritores… Por nove dias, Votuporanga respirou cultura, emocionou-se com a arte e viveu momentos que fugiram do comum. Entre 7 e 15 de agosto, estima-se que 70 mil pessoas se encontraram no centro da cidade para celebrar a quinta edição do Festival Literário de Votuporanga- FLIV 2015 e também o aniversário de 78 anos do município. Foram realizadas mais de 150 atividades gratuitas em 130 horas de festival num espaço de mais de 2 mil m². 

O evento veio para agradar a todos os públicos e encantar de crianças a idosos, que nos bancos das praças, nas almofadas da decoração ou na plateia da concha participaram dos shows de Demônios da Garoa, Rolando Boldrin, Zélia Duncan e dos grupos Iaiá Me Sacode, Varal de Renda, Corporação Musical Zequinha de Abreu, Canto Livre e Projeto Sinfônico da Escola Municipal de Artes. 

Os escritores convidados arrancaram aplausos e incentivaram a compra de livros e até a iniciação à escrita. O FLIV recebeu personalidades da literatura para o Sarau de Prosa com Ana Maria Gonçalves, Paulo Lins e André Sant´Anna e o Sarau Poético com Alice Ruiz, Micheliny Verunschk e Ricardo Aleixo. O educador Geraldo Peçanha de Almeida lançou o livro “O anjo de bicicleta” e a pequena Kaciane Marques Nascimento, de 10 anos, falou às crianças sobre sua paixão pelos livros. 

Nas rodas de conversa, o FLIV recebeu grandes plateias interessadas em ouvir o jornalista Caco Barcellos, o músico Tico Santa Cruz, o cartunista Reinaldo ex-Casseta e Planeta e a personal stylist Titta Aguiar. 

Isabela Preto Junqueira e Marcelo Biorki ministraram oficinas ensinando professores e adolescentes sobre a arte da escrita e da criatividade. Jussara Beloni mostrou como tirar música dos mais variados instrumentos. Divertidas e educativas histórias foram contadas por Álvaro Rovares, Gabriela de Carvalho, Con Lopes, Drica Sanches e Guido Caratori.

Bebês e gestantes tiveram atenção especial com a programação da Semana do Bebê e sua brinquedoteca Bibi Fom Fom. A biblioteca móvel do FLIV Itinerante atraiu curiosos e interessados em conhecer o projeto que agora passa a visitar bairros de Votuporanga e outras sete cidades da região. O Expresso Itamarati estimulou a leitura com a oferta de livros em linhas circulares.  

Entre uma atividade e outra, o público se surpreendia com as intervenções Niac ou a dança urbana dos grupos Jam e Fulano de Tal e a capoeira do grupo Alvorada. A cultura rap homenageou nosso homenageado, Manoel de Barros com criatividade e energia das paradas poéticas. Os espetáculos “Circo Lando”, “Cartas de Maria Julieta e Carlos Drummond de Andrade” e “Vila Tarsila” encantaram ao público. 

Os visitantes puderam ainda comprar peças na Feira do Artesanato de entidades assistenciais da cidade. O Senac promoveu uma feira de troca de livros e as livrarias Espaço, Premier e Saraiva comercializaram grandes sucessos da literatura para todas as idades e gêneros. Quem passou pelo FLIV pode levar para cada, gratuitamente, exemplares de obras adaptadas de José de Alencar e Machado de Assis , doados por meio do projeto de Patrícia Engel Secco, com apoio do Instituto Brasil Leitor e do Senac Votuporanga e realização do Ministério da Cultura. 

O FLIV registrou a visita de diversas caravanas de estudantes. Cerca de 10 mil alunos vieram de 32 cidades, entre elas Araçatuba, São José do Rio Preto, Santa Fé do Sul, Jales, Fernandópolis, Urânia, Magda e Mira Estrela. 

A coordenadora do evento, Cibeli Moretti, destaca que 35% do público do festival foi de crianças e adolescentes, o que atinge a meta de formar leitores e escritores desde os primeiros anos da idade escolar. "É inspirador ver tanta gente mobilizada para viabilizar um evento de celebração não só da literatura, mas da arte de maneira geral - parceiros, patrocinadores, e a população que tem recebido o Fliv de braços abertos. O Fliv veio para colocar ao alcance das mãos um cardápio cada vez mas diversificado de descobertas, novos olhares, percepções; é este o papel da arte, inspirar. Fica a certeza de que esse movimento em torno do livro ainda vai nos levar além". 

O festival superou as expectativas da organização. O prefeito Junior Marão, que acompanhou diariamente as atividades, postou em sua rede social sobre a alegria de promover o FLIV. “Sem dúvida, o Festival Literário se firma, a cada ano, como o principal evento cultural e literário de toda a região. O evento reuniu milhares de pessoas em nove dias, entre elas crianças, adolescentes, adultos e idosos. Uma festa democrática para todos os públicos. Gostaria de parabenizar todos os envolvidos na organização e também todos os parceiros e patrocinadores que viabilizaram o FLIV em 2015. O Festival Literário é um orgulho para Votuporanga e esta levando o nome de nossa cidade para todo o Brasil. Para 2016, não tenho duvida que será ainda melhor!”. 

A secretária municipal de Cultura e Turismo, Silvia Stipp, observou que “o festival consegue reunir atividades e atrações que apresentam a literatura para o público nas mais diversas roupagens. E a maior satisfação é perceber que todos se encantam, cada um à sua maneira”.  

A organização do FLIV é assinado pelo Instituto Comuna e Prefeitura de Votuporanga, com apoio da Associação Paulista dos Amigos da Arte (Apaa), da Abaçai Cultura e Arte - Organização Social de Cultura, Governo do Estado, Deputado Carlão Pignatari e Senac Votuporanga; patrocínio do Supermercado Porecatu e HSA Logística e Transportes por meio do Programa de Ação Cultural –ProAC/ICMS e ainda Banco do Brasil; promoção TV TEM. A página oficial é www.flivotuporanga.com.br 

Aprovação popular

O sucesso da 5ª edição do FLIV é comprovado pelos depoimentos colhidos com visitantes do FLIV: 

“O FLIV é o melhor evento a trazer cultura para os jovens” - Bárbara Zanini Visoná, 17 anos, estudante, Votuporanga

“O que o FLIV tem feito, desde o seu começo, é mostrar que a literatura é um mundo maravilhoso, um mundo de descobertas” - Patrícia Engel Secco, 51 anos, escritora, São Paulo 

“O FLIV é muito importante para incentivar os jovens a entrar em contato com os livros e com debates importantes” - Marcela Rigo Nazaré, 17 anos, estudante, Votuporanga

“Participar do FLIV é uma grande oportunidade de ter mais acesso à cultura” - Larissa Schinelo, 15 anos, Neves Paulista

“Pessoas que, muitas vezes, não tem conhecimento sobre o mundo literário acabam se sentindo atraídas por ele, por causa das atrações que o FLIV oferece” - Isabella Rossanezi Milaneze, 15 anos, estudante, Fernandópolis

 “É a primeira vez que venho ao Fliv, e achei super legal. Gosto de histórias infantis, e meu livro preferido de hoje foi sobre uma menina que roubava livros para dar aos mais pobres” - Ana Luiza, 7 anos, Votuporanga

 “Eu estou no 2º ano do ensino médio e mais do que nunca percebo que a leitura é um fator determinante para se ir além. Espero que o Fliv continue evoluindo mais a cada ano” - Walter Souza, 16 anos, Álvares Florence

 “Venho no Fliv desde o primeiro ano, em 2010, quando tinha 10 anos, e vejo uma enorme evolução, tanto na estrutura como na programação” - Beatriz Amorin, 15 anos, Votuporanga

 “Gostei muito da contação de histórias e das atividades teatrais, onde pude conhecer um pouco mais sobre o homenageado do Fliv, neste ano, Manoel de Barros. A maneira como tudo acontece é incrível” - Pedro Henrique Soares, 9 anos, Valentim Gentil

Guia

  • Agência Bancária
  • Farmácia/Drogaria
  • Hotéis
  • Imobiliárias
  • Lanchonete
  • Pizzaria
  • Ponto de Táxi
  • Restaurante
  • Serviço Médico
  • Postos de Combustível
  • Transporte
  • Emergência