FLIV 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017

FLIV 2016

Baixar programação 2016

21 a 29 de outubro
Local: Parque da Cultura
Público: 70 mil pessoas
Shows: Orquestra Bachiana Filarmônica SESI-SP, sob a regência do maestro João Carlos Martins; Pato Fu; Funk Como Le Gusta; Corporação Musical Zequinha de Abreu; Coral Canto Livre; Projeto Sinfônico da Escola Municipal de Artes; entre outros
Convidados: Ignácio de Loyola Brandão; Marcia Tiburi; Lourenço Mutarelli; Noemi Jaffe; Evandro Affonso Ferreira; Marcelino Freire; Veronica Stigger; Marcelo Maluf; Rafael Gallo; Fábio Moon e Gabriel Bá; Inês Bogéa; Tarso de Melo; Cadão Volpato; Reynaldo Bessa; Penélope Martins; Jean Garfunkel; entre outros.
Escritora Homenageada: Cora Coralina
Patronesse: Eliane Baltazar Godoi

Em 2016, o Festival Literário de Votuporanga foi realizado pela primeira vez no Parque da Cultura, num espaço de 105 mil m². Em sua sexta edição, o evento reuniu um público de 70 mil pessoas, ao longo de nove dias de programação, com mais de 160 atividades gratuitas, voltadas para públicos de todas as idades.

Mais que uma iniciativa voltada à leitura, em 2016, o Fliv se firmou como o maior evento multicultural gratuito do Estado de São Paulo, recebendo, entre outras atrações, shows de grande público, como os da Orquestra Bachiana Filarmônica SESI-SP, regida por João Carlos Martins, e dos grupos musicais Pato Fu e Funk Como Le Gusta.

Grandes nomes da literatura brasileira contemporânea também passaram pelo festival. Ao todo, mais de 25 autores participaram de atividades como rodas de bate-papo, palestras, lançamentos de livros, oficinas de escrita e workshops.

Estiveram presentes escritores premiados e de grande projeção nacional, como Marcia Tiburi, Lourenço Mutarelli, Noemi Jaffe, Evandro Affonso Ferreira, Marcelino Freire, Veronica Stigger, Marcelo Maluf, Rafael Gallo, os irmãos Fábio Moon e Gabriel Bá, Inês Bogéa, Tarso de Melo, Cadão Volpato, Reynaldo Bessa, Penélope Martins e Jean Garfunkel.

Nos mais de 10 ambientes montados para o Fliv, os visitantes puderam conferir teatro, dança, contação de histórias, palestras e cinema. Nas rodas de bate-papo, foram debatidos temas como a importância da leitura para a produção escrita, os novos rumos da literatura no país, as dificuldades e peculiaridades do processo criativo e o papel do escritor na contemporaneidade.

A vida e o legado da poetisa goiana Cora Coralina, homenageada da edição 2016, foram relembrados por meio de rodas de bate-papo, exibições de filmes e por exposição, idealizada pelo Museu Casa de Cora Coralina e montado por uma equipe do Media Lab da Universidade Federal de Goiás (UFG).

Guia

  • Agência Bancária
  • Farmácia/Drogaria
  • Hotéis
  • Imobiliárias
  • Lanchonete
  • Pizzaria
  • Ponto de Táxi
  • Restaurante
  • Serviço Médico
  • Postos de Combustível
  • Transporte
  • Emergência